Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Jogadores de Peñarol e Nacional são detidos após briga em clássico

Montevidéu (Uruguai)

Depois de um conflito generalizado no clássico uruguaio entre Nacional e Peñarol, nove jogadores, entre os dez que prestaram depoimento na sede da Direção Nacional de Inteligência acabaram detidos.

Do lado do Nacional, Santiago Garcia, Leonardo Burian, Ignacio Gonzáles, Pablo Álvarez, Darwin Torres e Diego Arismendi prestaram depoimento. Do lado do Peñarol, Fabián Estoyanoff, Carlos Nuñez, Jorge Rodriguez e Jonathan Sandoval.

Pablo Álvarez, considerado vítima pela Justiça foi liberado após o seu depoimento, ao contrário de seus companheiros e adversários.

Além dos jogadores detidos, cerca de 30 torcedores que invadiram o campo do Estádio Centenário nesta segunda-feira para participar da confusão já foram identificados.

Peñarol e Nacional duelavam no principal estádio do país pela Copa Antel, algo como um torneio de verão no país e nos minutos finais, a briga obrigou o árbitro a expulsar dois jogadores de cada lado.

Caso sejam condenados, os jogadores podem ser condenados a dois anos de prisão, de acordo com o Código Penal Uruguaio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade