Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Justiça libera 17 torcedores envolvidos em briga na Arena Joinville

Joinville (SC)

Aqueles que torcem pela moralização do futebol brasileiro sofreram um duro golpe na noite desta sexta-feira. A juíza substituta Luciana Malgrain, da 1.ª Vara Criminal de Joinville, revogou a prisão preventiva de 17 torcedores envolvidos na briga generalizada nas arquibancadas da Arena Joinville, pela última rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, em dezembro de 2013.

Desta forma, com a decisão, foram liberadores os seguintes torcedores: Agnaldo Reis, Daniel Gomes, Diony Milleo, Gabriel Ziemer, Guilherme Bundim, Jorge Luis Junior, Juliano Borghetti, Luiz Pereira, Leonardo Borges, Marcio Pondelek, Phillipe Sampaio, Rafael Marçal, Rodrigo da Silva, Salatiel Lima, Thiago Salvadori, Thiago Weber e Willian da Silva.

Os torcedores, de Vasco e Atlético-PR, estavam presos depois de proporcionarem cenas de barbárie na Arena Joinville, com uma confusão generalizada que deixou muitos torcedores feridos. A partida, que decidiria o rebaixamento dos cariocas e a classificação para a Libertadores dos paranaenses, teve que ser paralisada e retomada apenas uma hora após a briga.

Um dos motivos da confusão, que deixou quatro torcedores hospitalizados, foi a falta de policiamento nas arquibancadas da Arena no interior catarinense. O Atlético-PR, como clube mandante, o Ministério Público e a Polícia Militar decidiram que a segurança do jogo seria feito por seguranças particulares. O baixo número de homens destinados à função, no entanto, facilitou o encontro das torcidas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade