Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Lanús visita Caracas na briga pela última vaga no grupo do Galo

Caracas (Venezuela)

Atual campeão da Copa Sul-americana, o Lanús, da Argentina, medirá forças com o maior time venezuelano, o Caracas, nesta quinta-feira, às 23h15 (de Brasília), no Olimpico de la UCV. As duas equipes lutam por uma vaga no Grupo 4 da Libertadores, o mesmo do Atlético-MG.

Maior campeão nacional, o Caracas parte para a sua 11ª participação na competição mais importante da América do Sul. Enquanto isto, os argentinos, que não têm muita tradição no País, querem continuar surpreendendo o continente com o bom trabalho do técnico Guillermo Barros Schelotto.

O zagueiro e capitão grená, Paolo Goltz, acha que o seu time se tornou muito mais visado do que na última temporada. “Acho que vão nos olhar de outra maneira agora, mas, com isso, não ganhamos nenhum jogo”, alertou. Em termos de escalação, o Lanús só não terá o atacante Lucas Melano.

De acordo com a pré-temporada, em que enfrentou o Chile sub-20 e o Tigre, o Lanús deverá estrear na Libertadores com a seguinte escalação: Marchesín; Araujo, Goltz, Izquierdoz e Velázquez; Diego González, Somoza, Víctor Ayala e Acosta; Santiago Silva e Benítez.

Enquanto isto, o Caracas prevê um adversário duríssimo. “Como todo o time argentino, vai ser duro, complicado. O Lanús tem jogadores com muita experiência; Temos que chegar bem e tentar ganhar, temos que levar um resultado bom para a Argentina”, pediu o zagueiro Roberto Tucker.

Às 21 horas: antes, será a vez do Universidad do Chile receber o paraguaio Guaraní, no Estadio Nacional de Chile, na briga pela classificação ao Grupo 3 da Libertadores. Cerro Porteño, Deportivo Cali e O’Higgins já estão garantidos nesta chave.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade