Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Sem previsão de volta, Tiago Alves pode antecipar estreia de Lúcio

William Correia São Paulo (SP)

O cronograma preparado pela comissão técnica para a estreia de Lúcio no Palmeiras foi prejudicado por Tiago Alves. O zagueiro teve uma luxação no ombro direito que o deixa ainda com o braço imobilizado sem previsão de volta divulgada pelos médicos. Por falta de opções, o titular da Seleção Brasileira nas três últimas Copas do Mundo pode aparecer entre os relacionados antes do que se imaginava.

Para o jogo do último sábado contra o Linense, Tiago Alves e Henrique foram os únicos zagueiros relacionados. Como o primeiro se machucou, Gilson Kleina recuou Marcelo Oliveira e, nesta quinta-feira, contra o Comercial, em Ribeirão Preto, pode repetir a dupla.

É possível, contudo, que Lúcio apareça no banco de reservas. O zagueiro tem mostrado excelente condição física, nas palavras do treinador, e na parte técnica não só faz gol em rachões como vem realizando bons desarmes nas atividades. Kleina, contudo, gostaria que seu reforço mais renomado adquirisse mais ritmo de jogo para ser escalado.

Lúcio não entra em campo desde 24 de julho, quando foi ao ataque e não voltou à zaga a tempo de evitar o gol de Leandro Damião na derrota por 1 a 0 do São Paulo para o Inter, no Morumbi. Desde então, foi afastado e impedido até de treinar nas dependências de seu ex-clube. Embora tenha mantido a forma com preparador físico particular no Distrito Federal durante esse período, ainda precisa adquirir ritmo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Lúcio tem mostrado excelente condição física segundo Kleina, mas não joga desde julho e lhe falta ritmo
Caso mantenha a ideia de deixar Lúcio treinando mais, Kleina deverá optar por Eguren, que voltou a treinar com bola nesta segunda-feira após passar a última semana em tratamento por pancada na perna esquerda. O técnico, porém, pode deixar o uruguaio no banco e apostar no recém-contratado França na proteção a Henrique e Marcelo Oliveira. Eguren, neste caso, viraria zagueiro se um dos dois tiver lesão ou for expulso.

Além de Lúcio, as outras opções na zaga ainda não inspiram confiança. Victorino sofreu com lesões nas duas últimas temporadas, não joga desde setembro de 2012 e ainda mostra deficiências físicas. Já Wellington só segue treinando no grupo por falta de alternativas e, se for relacionado para quinta-feira, será por esta razão.

A preocupação defensiva aumenta por conta dos laterais: Juninho apresenta falhas defensivas e Serginho é um meia-atacante improvisado na direita por falta de opções, embora seja possível que o volante Wendel ganhe uma chance por ali para dar mais segurança ao setor. E também existe o alerta por conta de Henrique: no sábado, o volante Renato chegou a ser zagueiro para cobrir as subidas do capitão ao ataque.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade