Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Líder do Bom Senso FC, Paulo André ameaça greve de jogadores

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O zagueiro Paulo André, um dos líderes do Bom Senso FC, movimento criado pelos jogadores em busca de melhorias para a classe, ameaça promover uma greve de atletas no futebol brasileiro. Nesta terça-feira, como de costume, o defensor do Corinthians criticou asperamente a CBF.

“A greve é possível. Na minha opinião, é a única coisa que faria as pessoas que dirigem o esporte tomarem alguma providência sobre as nossas reivindicações. Lamento o desprezo delas em relação ao futebol brasileiro”, declarou Paulo André.

De acordo com o zagueiro do Corinthians, os líderes do Bom Senso FC mantiveram contato durante as férias para discutir a situação e planejar eventuais ações nesta temporada, já que o movimento está insatisfeito com a posição dos dirigentes até o momento.

Liderado por atletas como Rogério Ceni e Alex, além do próprio Paulo André, o Bom Senso FC tem um novo calendário e o chamado ‘fair play financeiro’ como principais bandeiras. A única medida prática que o movimento conseguiu foi aumentar a pré-temporada em 2015.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Os protestos organizados pelo Bom Senso FC no Brasileiro de 2013 devem se repetir nesta temporada
O Bom Senso FC, segundo o zagueiro do Corinthians, não pretende participar da polêmica que envolveu a Portuguesa na última edição do Campeonato Brasileiro. Paulo André, no entanto, responsabilizou a CBF, presidida por José Maria Marin, pela confusão.

“Isso aconteceu por causa da desorganização. Até em um campeonato escolar o jogador suspenso é impedido de jogar. A CBF ainda tem uma pessoa para cuidar disso, o delegado da partida. Se realmente houver virada de mesa, vai ficar ainda mais claro”, criticou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade