Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Luis Ricardo realiza profecia com transferência ao time do coração

Helder Júnior São Paulo (SP)

Seis anos atrás, Luis Ricardo estava ansioso para disputar uma partida contra o São Paulo. O então atacante do Mirassol queria levar para casa uma recordação: a camisa do seu clube de coração. Com o presente em mãos, fechou-se no seu quarto, estendeu o uniforme sobre a cama e fez um pedido: “Deus, você pode permitir que eu vista essa camisa de verdade?”.

Por interferência divina ou não, Luis Ricardo vestiu “de verdade” a camisa do São Paulo nesta terça-feira – a número 27, em homenagem ao filho Richard, nascido em um 27 de maio. Hoje lateral direito, aquele que por enquanto é o único reforço do clube do Morumbi para a temporada de 2014 foi apresentado com pompa pela diretoria de futebol na nova sala de imprensa do CT da Barra Funda. O evento foi até retardado para que ele aparecesse ao vivo nos principais programas esportivos da televisão.

“Para mim, é um orgulho, uma satisfação, um sonho. Faz seis anos que eu pedi a Deus para estar aqui. A profecia aconteceu. É verdade. Tenho que deixar isso registrado”, comentou Luis Ricardo, que tem 29 anos, é natural de Goiânia e rodou bastante antes de concretizar o seu desejo. Ele já passou por Vila Nova, Grêmio, Marcílio Dias, Ponte Preta, Mirassol, Avaí e Portuguesa.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Luis Ricardo recebeu a camisa 27 das mãos do vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes
Antes mesmo de se profissionalizar e passar a caçar camisas do São Paulo enquanto era oponente do time de coração, Luis Ricardo já sonhava com o Morumbi. “Eu ficava vendo os jogos no sofá com o meu pai, que também é são-paulino, e imaginava se um dia teria a possibilidade de estar ali”, contou, muito sorridente, o torcedor que tinha o ex-atacante Müller como ídolo.

As boas atuações pela Portuguesa no último Campeonato Brasileiro – chegou a ganhar o Troféu Mesa Redonda, concedido pela TV Gazeta, como o melhor de sua posição na competição – deixaram Luis Ricardo mais próximo do clube que projetou Müller. Durante a competição, ele estava tão animado que encontrava tempo até para torcer para o São Paulo escapar do rebaixamento à Série B. “Eu ficava pensando: o São Paulo não pode ficar nessa situação. Graças a Deus, o time saiu disso muito bem.”

O lateral direito bem que tentou atrapalhar os planos do São Paulo – marcou um gol no Morumbi na derrota da Portuguesa por 2 a 1, em 2 de novembro. “Mas, quando saí do estádio, imaginei como seria marcar um gol ali, mas com os 50.000 torcedores a meu favor, gritando o nome do São Paulo”, ressalvou Luis Ricardo.

O sonho agora está próximo de se tornar completo – resta o lateral relembrar os tempos de atacante e desencantar no Campeonato Paulista. “Já pensou? Quando assinei o contrato, nem estava pensando em salário. Isso é secundário. Estou aqui por causa de um sonho”, lembrou. Luis Ricardo só mudou mesmo o seu jeito de torcedor fanático para falar com seriedade sobre o grande rival. “O Corinthians? Jogo com o mesmo empenho contra qualquer clube”, sorriu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade