Futebol/Bastidores - ( )

Lutando contra tumor, Larramendi recebe ajuda do Novo Hamburgo-RS

Novo Hamburgo (RS)

Após divulgar, nas redes sociais, a venda da medalha da Série D para custear uma cirurgia, o zagueiro uruguaio Mário Larramendi foi prontamente atendido. Dono do passe do jogador, que conquistou o título da Quarta Divisão nacional pelo Botafogo-PB, o Novo Hamburgo-RS se propôs a pagar todos exames para o defensor, que luta contra um tumor ósseo, na cabeça do fêmur.

Com um rápido apelo nas mídias sociais, principalmente na plataforma Instagram, onde a notícia inicialmente foi divulgada, a primeira manifestação de apoio à Larramendi partiu do Governo da Paraíba, que prometeu custear a prótese de R$ 30 mil reais para o defensor. Diagnosticado com um tumor benigno, o uruguaio, após o procedimento cirúrgico, terá condições de voltar a atuar. Assim como os políticos nordestinos, a equipe gaúcha, a que o jogador pertence, também demonstrou solidariedade com a causa do uruguaio e arcará com o custo dos exames prévios, que diagnosticarão detalhadamente a enfermidade do zagueiro.

Quando questionado sobre a situação, Larramendi foi enfático: “Não tenho dinheiro, pois nunca joguei em time grande. Passo por um problema grave, pois tenho esposa e filho. O Governador da Paraíba entrou em contato comigo, assim como o diretor do Hospital de Traumas de João Pessoa-PB, mas eu dependo do Novo Hamburgo-RS, pois sou contratado. Terça-feira farei uma biópsia em Porto Alegre-RS. O mais importante é recuperar a saúde. Depois eu vejo como seguirei meu caminho”, ressaltou, em entrevista à Rádio Globo.

Por fim, emocionado, o uruguaio fez questão de agradecer ao apoio que tem recebido, dentro e fora das redes sociais: “A Torcida do Botafogo-PB está fazendo uma conta para me ajudar, mas uma oração já é muito. Sou uma pessoa muito humilde e agradeço a todos que estão fazendo algo por mim”, completou.

Com 29 anos de idade, Mário Esteban Larramendi Olivera iniciou sua carreira no Cobreloa, do Chile, e tem passagens por Osorno-CHI e Cerrito-URU. No Brasil, país onde defendeu mais clubes, vestiu as cores de 14 de Julho-RS e Passo Fundo-RS, além de Novo Hamburgo-RS e Botafogo-PB.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade