Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Mano desenvolve ‘nova ideia de time’ e explica titularidade de Rodriguinho

Bruno Landi, especial para a GE.net São Paulo (SP)

Desde o primeiro treinamento coletivo comandando por Mano Menezes na sua volta ao Corinthians, na última terça-feira, a principal surpresa no time considerado titular foi a presença do meia Rodriguinho. Contratado junto ao América-MG no fim do ano passado, o jogador de 25 anos teve poucas oportunidades com Tite, mas começou 2014 empurrando o experiente Douglas para o banco de reservas. Nesta sexta-feira, Mano Menezes admitiu que busca uma “nova ideia de time” e justificou a escolha por Rodriguinho entre os onze iniciais.

“Eu tenho uma noção muito clara do que pode render o Douglas e outros jogadores, mas ainda não sei o que o Rodriguinho pode fazer com a camisa do Corinthians. Ele não teve muitas oportunidades de começar jogando no fim do ano passado. E agora é o momento de testá-lo. Vamos dar uma sequência para ele, ver como se comporta. Aí teremos a noção se deveremos manter ou mudar este novo sistema”, explicou.

Em todas as atividades comandadas por Mano em 2014, o Corinthians foi escalado com algumas mudanças em relação ao que encerrou a última temporada. Emerson Sheik, que formava dupla de ataque com Guerrero, foi para o banco de reservas, abrindo espaço para mais um meia (Rodriguinho). Além disto, Danilo recuperou seu espaço, Romarinho foi mantido, e Douglas e Pato permaneceram no banco de reservas. Renato Augusto, que naturalmente seria titular, segue em pré-temporada especial para evitar novas lesões

De acordo com o treinador, esta nova formação representa apenas um ‘pontapé inicial’ para o ano e pode ser modificada ao longo da temporada. “Eu precisava fazer uma escolha inicial. Já disse que ia mudar um pouco a forma de a equipe atuar, e entendi que, para este primeiro momento, esta formação seria a ideal. Não tem ninguém definitivamente dentro da equipe e muito menos fora. Vamos trabalhar, e até usar todos os jogadores se for necessário”, acrescentou Mano, deixando claro que não hesitará em fazer testes neste primeiro semestre.

Divulgação/Agência Corinthians
Contratado junto ao América-MG no fim do ano passado, o meia Rodriguinho começa a 'era Mano' como titular

O novo comandante alvinegro ainda explicou que, por causa da queda de rendimento do time na segunda metade de 2013, era necessário fazer mudanças táticas. “Quando uma equipe ganha tudo, ela passa ser a referência para as outras, que começam a marcá-la melhor. Mesmo assim, é normal que mantenha o mesmo padrão de jogo quando começa a perder. Foi assim comigo em 2009: nós fomos campeões paulistas e da Copa do Brasil jogando no 4-3-3, mas depois começamos a ser derrotados. Por isso que agora eu mexi no sistema da equipe, colocando um jogador a mais no meio”, justificou.

Quem também deve ter uma nova função no time de Mano Menezes é o atacante Paolo Guerrero. De acordo com o técnico, o peruano vinha jogando muito longe da área no último semestre. Muito por causa da ausência de mais um meio-campista armador. “Nós tínhamos dois atacantes pelo lado e só um meia de articulação. Assim, quando este meia recebia uma marcação muito forte, nossos atacantes precisavam se transformavam em armadores. E se um atacante precisava se transformar em armador, é melhor colocar um armador que possa virar a atacante”, disse Mano.

“Neste primeiro momento, não vamos ter dois atacantes de beirada e um de referência. Até por isso, o Guerrero precisará ficar um pouco mais enfiado na frente, senão não teremos a principal força dele, que é a finalização. Existem funções especificas que os atletas devem exercer para que o sistema flua bem. A do Guerrero será ficar lá na frente, para que o time tenha mais definição”, afirmou, antes de ainda revelar que o volante Ralf também precisará se adaptar a uma nova forma de jogar.

“Gosto que os volantes saiam para o jogo. O Corinthians se acostumou muito tempo a segurar um jogador que era o Ralf. Mas ele fazia isso porque do lado tinha o Paulinho, que é um cara diferenciado, e que temos que entender que não temos mais em nosso elenco. Então, agora o Ralf também terá que dar um apoio a mais para o segundo volante, ajudando a alimentar os meias”, decretou.

O Corinthians estreia no Campeonato Paulista, neste domingo, às 17 horas (de Brasília), diante da Portuguesa , no estádio do Canindé. Atual campeão estadual, o Timão será escalado com Walter; Edenílson, Gil, Paulo André e Uendel; Ralf e Guilherme; Romarinho, Rodriguinho e Danilo; Guerrero.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade