Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Mazinho se surpreende com seu próprio gol em retorno ao Palmeiras

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O meia-atacante Mazinho foi o melhor jogador do Palmeiras na vitória por 2 a 1 sobre o Linense, marcando o primeiro gol alviverde na partida. De volta ao clube depois de um período de empréstimo no futebol japonês, o jogador canhoto admitiu ter ficado surpreso com sua batida forte com o pé direito no compromisso deste sábado.

“Para falar a verdade, não (esperava o chute certeiro). Meu pé direito não é o forte, mas consegui pegar bem e fazer o primeiro gol”, reconheceu o jogador, com sinceridade. O lance aconteceu aos 13 minutos do segundo tempo, quando Mazinho recebeu pela esquerda da área, driblou um marcador e bateu para balançar as redes.

O meia-atacante chegou ao Verdão em 2012, depois de ter sido chamado de “Messi Black” pela torcida do Oeste. No clube da capital, o atleta começou bem e até marcou gol decisivo na campanha vitoriosa da Copa do Brasil, mas caiu de rendimento e acabou emprestado ao Vissel Kobe no ano passado.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Mazinho voltou ao Palmeiras e fez o primeiro gol do time na virada sobre o Linense
Neste retorno ao Palmeiras, o meia-atacante garante não ter sentido a pressão pelo apelido que o compara ao craque argentino. “Não ligo, deixo para a torcida. Aqui, no nosso meio, ninguém me chama assim, mas não me incomodo, jogo tranquilo e faço meu melhor”.

Com as ausências de Valdivia e Mendieta, Mazinho foi escalado por Gilson Kleina para dar criatividade ao meio-campo palmeirense contra o Linense e fez boas jogadas pela esquerda, sendo bastante aplaudido no momento em que foi substituído por Vinícius no segundo tempo.

“Antes de voltar, o Gilson falou comigo e disse que me aproveitaria, pedindo para eu voltar bem e concentrado. Vim treinando bem e consegui espaço para fazer este primeiro jogo como titular. Agora, preciso treinar bastante para corresponder no próximo jogo de novo”, comentou.

Animado com o desempenho do atleta, o técnico palmeirense confirmou que pretende dar bastante espaço para o “Messi Black” na temporada, apostando em uma evolução do meia-atacante no ano de centenário alviverde.

“Espero que ele cresça, porque desde o primeiro treino mostrou diferença nas partes física e técnica. O dinamismo dele é muito bom, adquiriu isso no Japão. Não só pelo gol, mas ele fez um segundo tempo brilhante. Ele perdeu o gol mais fácil, mas o importante foi a personalidade”, comentou o técnico, citando ainda um chute para fora que o atleta soltou da entrada da área.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade