Futebol/Campeonato Catarinense - ( - Atualizado )

Mesmo com revés, Emerson Nunes afirma gostar do que viu

Florianopolis (SC)

Mesmo após a derrota do Avaí, por 2 a 1, para o Atlético de Ibirama, o técnico da equipe, Emerson Nunes, afirmou estar satisfeito com o que viu e classificou o revés como “dia atípico” na campanha do Leão da Ilha.

“Foi um dia que não deu certo, apenas isso. Quarta-feira teremos outro jogo e vamos provar que isso não faz parte da nossa rotina”, afirmou, em entrevista coletiva, fazendo referência ao próximo compromisso do clube de Florianópolis no Campeonato Catarinense, diante do Juventus-SC, no estádio da Ressacada, às 19h30 (de Brasília), pela segunda rodada do Estadual.

O comandante aproveitou a oportunidade para analisar o jogo. “Fizemos um bom primeiro tempo, com um bom volume de jogo, mas não é suficiente para ganhar jogo. Com o cansaço no segundo tempo, perdemos o ritmo e o Atlético explorou os contra-ataques”, explicou.

Emerson Nunes não quis colocar a culpa da derrota nas costas de nenhum jogador específico. “Avaliamos o todo. Quando o atacante faz gol, a participação é de todos. Não é momento de ficar procurando vilões, é injusto culpar um setor do time pela derrota”, justificou.

Rafinha – Estreando com a camisa do Avaí, o lateral-esquerdo Rafinha terminou o jogo do jeito que nenhum atleta gosta: lesionado. Ele começou a partida no banco de reservas, mas entrou na etapa final e, em uma divida, levou a pior e acabou se machucando.

A primeira avaliação dos médicos do Leão da Ilha foi de uma entrose no joelho direito. Suspeita-se de uma lesão de ligamento. Nesta segunda-feira, Rafinha passará por exames detalhados para saber a gravidade do problema.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade