Futebol/Campeonato Catarinense - ( - Atualizado )

Mesmo em luto, Rodrigo Gral treina e ganha elogios de Dal Pozzo

Chapecó (SC)

Na tarde da última segunda-feira, o atacante Rodrigo Gral recebeu a triste notícia do falecimento de seu avô minutos antes do início do treinamento da Chapecoense. Ainda assim, o ídolo optou por participar da atividade normalmente, mesmo dispensado dos trabalhos pelo treinador Gilmar Dal Pozzo. A atitude rendeu elogios do técnico.

“A comissão técnica toda chegou e disse para ele: ‘vai, porque são as últimas horas que tu ficas com ele. Ele disse ‘não, eu quero treinar’. Então esse é o espírito. Se um atleta que tem mais de 500 gols, que vestiu a camisa da Seleção e se cuidou nas férias está treinando bem, e de sobra ainda mais este fato, o que nós queremos mais? Quer mais comprometimento de um clube como esse?”, elogia Dal Pozzo, que coloca o atacante como exemplo para os mais jovens. “Ele serve de exemplo. E nós pegamos esses exemplos para passarmos ao grupo, para as pessoas. Ele podia ter ido, mas resolveu treinar, cumprir com seu compromisso”, diz o técnico da Chape.

O sepultamento de Liberal Tonini ocorreu na manhã desta terça-feira. No dia, o atleta participou normalmente de mais uma atividade na Arena Condá. Ainda na noite da perda, Gral usou as redes sociais para fazer homenagem, afirmando que o avô ficou “feliz com o acesso para a Série A” e “estampava com orgulho” a camisa da Chapecoense.

Divulgação
Experiente ídolo da Chape marcou mais de 500 gols na carreira (foto: Diego Carvalho - Aguante/Chapecoense)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade