Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Nobre desconversa, mas Verdão abre portas para Henrique ir ao Napoli

William Correia São Paulo (SP)

O capitão do Palmeiras está de malas prontas para jogar no Napoli. Durante a apresentação de Bruno César, Paulo Nobre tentou desconversar, mas o clube não vai fazer força para segurar Henrique e as informações vindas da Itália são de que sua chegada será confirmada nas próximas horas porque é considerada “fácil”.

Em Nápoles, jornalistas apontam que os dirigentes até abriram mão de tentar tirar o volante Ralf do Corinthians porque a negociação por Henrique é considerada tranquila. o zagueiro também pode atuar no meio-campo e custará, no máximo, 6 milhões de euros (quase R$ 20 milhões).

Apesar das insistentes declarações de Henrique e de seu empresário, Marcos Malaquias, de que o desejo do jogador é continuar no Palmeiras, a oferta italiana agradou a ambos. Pesa também para a liberação da diretoria uma indisposição que teria sido causada por representantes do camisa 3. O agente avisou que só Nobre poderia tirar seu cliente do clube, e a liberação deve acontecer.

Nobre não negou a existência de uma ação na Justiça movida por representantes do atleta para que o clube pagasse R$ 1 milhão ao jogador, algo que Malaquias garante não ter participação. “O mundo do futebol tem dessas coisas e você tem que saber lidar com naturalidade com tudo que acontece e visar sempre o melhor para a instituição”, disse o presidente.

Nobre não quis entrar em detalhes alegando que o assunto é “absolutamente interno e não será tratado publicamente”, mas o desconforto é claro. A dívida de R$ 1 milhão, assim como dois meses de direito de imagem (maior parte do salário de Henrique), é herança da gestão de Arnaldo Tirone e tudo foi colocado em dia recentemente.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Presidente se conteve, mas mostrou irritação ao falar de ação judicial de agentes de Henrique contra o clube
A diretoria não aceitou se desfazer de Henrique por empréstimo, como solicitou o Napoli na semana passada. Mas, com a oferta para aquisição do zagueiro em definitivo, sob pagamento da multa rescisória, o clube italiano deve levar o jogador e tem pressa para regularizar a transação até sexta-feira, quando será concluída a janela de transferências na Europa.

Nobre, por enquanto, só desconversa. “Absolutamente nenhum jogador do elenco é inegociável. E absolutamente todos fora do Palmeiras podem vir a jogar aqui desde que consigamos viabilizar a negociação. Não falo absolutamente nada sobre nenhuma negociação em curso ou que nunca se iniciou”, falou o presidente, em declaração que tem se tornado um padrão na sua gestão, comentando apenas tratativas concretizadas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade