Futebol/Campeonato Italiano - ( - Atualizado )

Novo camisa 10 do Milan, Keisuke Honda chega à Itália para apresentação

Milão (Itália)

Kesiuke Honda pode, finalmente, vestir as cores vermelha e preta do Milan. Quase dois meses depois de ter a sua transferência para a equipe italiana acertada, o meia japonês já está na Itália e será apresentado como novo jogador rossonero na próxima quarta-feira, às 12h30 (hora local).

O nipônico, primeiro da historia do Milan, vestirá a camisa 10 do clube de San Siro, e estava no CSKA Moscou da Rússia. Suas apresentações com a seleção japonesa durante a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e a Copa das Confederações de 2013, no Brasil, chamaram a atenção do time italiano, que, desde a saída de Seedorf e Pirlo, busca um volante com características ofensivas. O ganês Kevin-Prince Boateng, que cumpria tal papel, foi negociado com o Schalke 04 na última janela europeia.

O acordo com Honda já havia sido selado antes do fim da última temporada. No entanto, o japonês mantinha vínculo com o time russo, que só o liberou agora. Ele chegou á Itália neste sábado e já vestiu o tradicional terno com o escudo do clube, além de ter recebido um cachecol rubro-negro, deixando clara a sua alegria pela nova casa.

Reprodução/Twitter
Primeiro japonês da história do Milan, Keisuke Honda será apresentado na próxima quarta-feira
“Estou feliz por estar aqui, muito animado. Estou pronto para jogar, pois dormi bem no avião. Penso que posso dar algo a mais para o time. É um sonho se tornando realidade. O Milan sempre foi uma lenda para mim, sigo o clube desde minha infância”, declarou o novo camisa 10 rossonero.

Questionado se sabia falar algo em italiano, Honda apenas arriscou um “grazie” (obrigado) e admitiu a ansiedade por conhecer seus companheiros de elenco. No Milan, ele atuará ao lado dos brasileiros Gabriel, Robinho e Kaká, e afirmou que não espera jogar em uma faixa do campo específica. “Eu posso jogar em qualquer posição. Quero marcar, dar passes, jogar no ataque. A posição específica não é importante”, bradou.

Neste domingo, Honda será submetido a exames médicos em uma clínica de Milão e, em seguida, já treinará com seus novos companheiros. Após quatro temporadas, o japonês deixa o CSKA Moscou tendo participado 120 partidas, marcado 25 gols, e conquistado os títulos da Copa da Rússia (2010/11) e do Campeonato Russo (2012/13).

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade