Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Novo presidente da Lusa assume e promete brigar contra “injustiça”

São Paulo (SP)

Após oito anos na presidência da Portuguesa, Manuel da Lupa deixou, de forma oficial, o cargo nesta quinta-feira, quando assumiu Idílio Lico. O novo gestor escreveu uma carta aberta, deixando clara sua intenção de continuar a briga contra a decisão do STJD de punir a Portuguesa pela escalação irregular de Héverton na última rodada do Brasileiro, rebaixando o time rubro-verde à Série B da competição, o que ele chamou de “injustiça”.

"Não posso deixar de fazer referência à injustiça que acabamos de ser vítimas. Falo do julgamento manifestadamente político do STJD, que culminou com o rebaixamento da nossa equipe para a Série B. O Brasil todo – não só o desportivo – se indignou com o ocorrido. Quero deixar consignado, no entanto, que lutaremos com todas as forças e em todas as instâncias para reverter esse quadro a um só tempo injusto e extremamente danoso para o nosso clube", escreveu.

Divulgação/Facebook
Idílio Lico assumiu a presidência da Portuguesa nesta quinta-feira e prometeu brigar contra a decisão do STJD
Além disso, o novo presidente da Portuguesa declarou que vai buscar uma união maior com outras equipes. De acordo com Lico, este é o melhor caminho para que o futebol brasileiro passe por mudanças necessárias.

“O futebol brasileiro, sobretudo no aspecto administrativo, há muito exige mudanças. Presentemente é importante que os ventos soprem favoravelmente. Vamos caminhar nessa direção. Vamos repensar seriamente o nosso futebol. Deixaremos de lado os ataques, por vezes gratuitos, às instituições. É preciso união. É o que buscaremos: a união. Não só com a Federação e Confederação, mas, também e, principalmente, com os clubes coirmãos”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade