Futebol/Copa São Paulo de Juniores - ( - Atualizado )

Palmeiras joga mal, leva susto, mas bate o Piauí; São Carlos lidera

São Carlos (SP)

Se o torcedor do Palmeiras esperava um confronto mais fácil do que na rodada de estreia, o time alviverde voltou a desapontar nesta terça-feira. Diante do modesto Piauí, a equipe do Palestra Itália chegou a levar susto e apenas com contornos de drama conseguiu garantir a segunda vitória, por 3 a 2, na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Com o resultado, o Verdão é apenas o segundo colocado, com seis pontos somados. O São Carlos tem a mesma pontuação, mas a goleada por 4 a 0 sobre o Piauí e a vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense-BA deixam o time do interior paulista na primeira posição. A decisão da classificação fica para sexta-feira, quando o confronto direto será realizado às 19 horas (de Brasília).

Depois de golear o Piauí na primeira rodada, o São Carlos voltou a vencer nesta terça-feira e garantiu a primeira colocação antes do último jogo da primeira fase. Os anfitriões derrotaram o Fluminense de Feira de Santana, por 2 a 0, chegando aos seis pontos somados, com seis gols de saldo, desempenho que garante o topo da chave.

O jogo - Pressionado pela vitória do São Carlos no jogo de abertura da rodada, o Palmeiras começou a partida no campo de ataque, dificultando a saída de bola do Piauí, mas teve dificuldades para envolver a equipe nordestina. Sem criatividade, o clube do Palestra Itália precisou da bola parada para movimentar o marcador.

Aos 14 minutos do primeiro tempo, após cruzamento para a área, o árbitro viu um toque de mão da zaga do Piauí, assinalando o pênalti. Na cobrança, o artilheiro Erick não titubeou, cobrou com categoria no canto direito e não deu chances ao goleiro Joel.

O gol poderia dar mais tranquilidade ao time alviverde. O que se viu nos minutos seguintes, porém, foi algo diferente. Sem se intimidar com o Palmeiras, o Piauí passou a sair para o ataque, neutralizar o ataque do Verdão e passou a oferecer perigo ao clube do Palestra Itália.

A apatia do Palmeiras, somada à ousadia do São Carlos, não demorou a dar resultado. Aos 37 minutos, Thiago Martins saiu jogando mal, entregou a bola nos pés do ataque do Piauí, que conseguiu o cruzamento rasteiro para o meio da área. Silas aproveitou o passe e apenas escorou para o fundo das redes.

O empate mexeu com o time alviverde. Com a igualdade no placar, era preciso ser mais ousado e uma substituição forçada facilitou a mudança de postura. O zagueiro Thiago Martins se contundiu no final do primeiro tempo e o treinador Diego Giacomini optou por colocar o atacante Taylor em seu lugar.

Logo em sua primeira participação no jogo, o novato em campo já deu resultado. Aos 45 minutos, Taylor deu belo passe para Cristopher, que, no meio da área, bateu de primeira, sem dar chances ao goleiro Joel. Apesar do mau desempenho, o Palmeiras marcava o segundo gol.

O Verdão não agradava e a conversa no vestiário parece ter surtido efeito. Já aos três minutos do segundo tempo, Matheus Muller começou a jogada pela esquerda, fez bom cruzamento e Erick escorou para o meio. Caio Cezar apareceu sem marcação e colocou no fundo das redes.

A impressão de uma mudança de postura, no entanto, não passou dos dez minutos iniciais da etapa complementar. Com o passar do tempo, o Palmeiras voltou a colocar o pé no freio e administrar o resultado. Sem conseguir agredir o adversário, o clube do Palestra Itália sofreu com a falta de criatividade no meio de campo.

A defesa também não mostrou segurança e permitiu mais um susto no torcedor aos 31 minutos do segundo tempo. Em lançamento longo, Lucas Marques aproveitou a falha da defesa alviverde, invadiu a área com liberdade e bateu cruzado de perna direita. Era o segundo do Piauí, mas que ainda não foi o suficiente para evitar a derrota.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade