Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Para evitar punição, Timão leva a Juizado torcedor que invadiu campo

São Paulo (SP)

O Corinthians encaminhou ao Jecrim (Juizado Especial Criminal) um torcedor que invadiu o gramado neste domingo – durante a vitória contra a Portuguesa, por 2 a 1, no estádio do Canindé – para abraçar Mano Menezes e entregar um envelope ao treinador corintiano. A princípio, o invasor seria levado à delegacia para o registro de um boletim de ocorrência.

Desta forma, o clube tenta evitar que o episódio acarrete novas sanções. Punido com a perda de mandos durante a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro do ano passado, o Corinthians fará a primeira partida como mandante neste ano longe do Pacaembu.

"Desculpe, mas o torcedor que vem ao campo jogar objetos e invadir não é corintiano. Até pedi ao chefe da segurança para ver se é torcedor do Corinthians mesmo, porque ficamos desconfiados. O corintiano de verdade ama muito seu clube. Vamos esperar que tenha sido a última vez", disse o presidente Mário Gobbi em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Na decisão do último Estadual, corintianos acenderam sinalizadores na Vila Belmiro pouco antes do apito final, o que obrigou o Timão a disputar a partida contra o Paulista, nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), em Americana.

"Já perdemos de 6 a 8 mandos de campo e, para cada jogo, é uma perda de R$ 1,5 milhão. Dá para ter a dimensão do prejuízo, daquilo que deixou de entrar nos cofres do clube", completou Gobbi.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Torcedor invadiu o gramado para reverenciar Mano Menezes, que neste domingo fez sua reestreia pelo Corinthians

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade