Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Preparador físico da Lusa pede foco ao elenco para evitar lesões

São Paulo (SP)

A cada ano, as discussões sobre o tamanho ideal da pré-temporada se intensificam e deixam os preparadores físicos mais preocupados com as consequências do período curto de treinos específicos antes do início das competições. Na Portuguesa, o preparador Gustavo Tomazolli fez até um pedido especial aos jogadores.

“Na primeira semana daremos mais ênfase aos trabalhos físicos. É claro que não podemos descartar a parte técnica, mas temos que conscientizá-los da importância desse tipo de trabalho. Tento inserir as atividades com bola no meio disso tudo para que não fique monótono, para o jogador não trabalhar de saco cheio. O cansaço é maior nessa época, mas servirá para ter um ano com menos lesões e rendimento melhor dos atletas”, explicou o profissional.

Até a estreia no Campeonato Paulista, marcada para o dia 19 contra o Corinthians, a Lusa terá cerca de três semanas para aprontar o elenco. Tomazolli reconhece que o tempo está longe do ideal e lembra que os jogadores só devem entrar no ritmo habitual já com a competição em andamento.

“O ideal seria ter quatro semanas, então temos que acelerar os processos e preparar a equipe para o dia 19. Na estreia o grupo ainda não estará pronto, o condicionamento vai se aprimorar durante o campeonato, não tem como ser diferente. Essa é uma fase de dedicação aos níveis de força, trabalhos para prevenir lesões e dar estímulos aeróbios e anaeróbios que darão sustentação aos atletas durante toda a temporada”, projetou.

A Portuguesa está no grupo C do Estadual ao lado de Paulista, Ponte Preta, Santos e São Bernardo, mas enfrentará as 15 equipes das outras chaves, devido ao novo regulamento da Federação Paulista de Futebol. O duelo de estreia contra o Corinthians está marcado para as 16 horas (de Brasília) do dia 19 de janeiro, no Canindé.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade