Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Reforço tricolor lamenta desemprego de ex-colegas de Portuguesa

Helder Júnior São Paulo (SP)

Apresentado como primeiro – e único, até então – reforço do São Paulo para 2014, nesta terça-feira, o lateral direito Luis Ricardo já havia se preparado para falar sobre a Portuguesa. “Sabia que viria essa pergunta”, disse, trocando momentaneamente a alegria por sua chegada ao novo clube pela decepção pelo rebaixamento do antigo.

Luis Ricardo defendia a Portuguesa desde 2010 e era um dos destaques do time que fugiu da Série B do Campeonato Brasileiro dentro de campo. Fora, contudo, a equipe acabou derrotada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e perdeu a vaga na primeira divisão para o Fluminense.

A queda provocou uma debandada na Portuguesa, sem recursos para manter boa parte do elenco. Nem todos os jogadores tiveram a mesma sorte de Luis Ricardo, que acabou no Tricolor. “Fico chateado porque alguns companheiros meus ficaram desempregados. Se eu for ficar falando sobre isso, causará chateação. Prefiro me concentrar no São Paulo”, lamentou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O novo lateral do São Paulo não queria se alongar sobre o rebaixamento do seu ex-clube, a Portuguesa
Por mais que quisesse, Luis Ricardo não conseguiu evitar completamente o assunto polêmico. O lateral direito também comentou sobre o meia Héverton, o pivô da confusão em que a Portuguesa se envolveu. Foi a utilização do jogador, que deveria ter cumprido suspensão aplicada pelo STJD, no empate sem gols com o Grêmio que gerou a punição com a perda de quatro pontos ma tabela do Campeonato Brasileiro e o consequente rebaixamento.

“Não conversei mais com o Héverton. Quando o campeonato acabou, todo o mundo saiu de férias. Parece que a responsabilidade caiu sobre ele, o que é injusto. Tenho certeza de que ele não sabia da suspensão. Ninguém sabia. Estão culpando as pessoas erradas”, advogou Luis Ricardo, antes de se esquivar. “O Héverton é um amigo meu, mas ele já está suficientemente grande para se defender.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade