Futebol/Campeonato Paranaense - ( - Atualizado )

Rodolfo e Petkovic são os personagens da estreia do Atlético-PR

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Se o empate sem gols diante do Prudentópolis não foi a estreia no Campeonato Paranaense esperada pelo torcedor do Atlético Paranaense, pelo menos para dois personagens o jogo teve seu simbolismo. O primeiro deles é o goleiro Rodolfo, que volta a ser titular da equipe após o fim de sua punição por doping e o tratamento contra o vício. Além disso, pode valer um lugar no grupo principal na sequência da temporada.

“Tenho ambição de jogar muito bem o Paranaense e disputar a vaga lá em cima. Tem a Libertadores e tem o Brasileiro. Todos viram minha atuação e agora é trabalhar”, avaliou o camisa 1, que agradeceu ainda o apoio do segundo personagem da tarde, o técnico Petkovic, que estreou na nova função. “É um técnico muito bom, deixa o grupo alegre. Ele estreou, mas já é um supertécnico. É o primeiro jogo dele e do grupo, agora é dar sequência”, emendou.

O ex-jogador fez uma análise positiva da participação do Furacão, que reconhecidamente mostrou falta de ritmo, especialmente diante do calor do interior paranaense. “Com esse calor é muito difícil, ainda mais em uma estreia. Os garotos não jogam faz tempo e estão sem ritmo de jogo. Estreamos bem fora de casa, fizemos coisas boas e isso dá autoestima para jogar”, analisou.

Petkovic acredita que o bom futebol virá com o tempo, especialmente passada a ansiedade pela estreia. “Estamos trabalhando há menos de três semanas. Fizemos coisas boas durante o jogo, algumas deixamos de fazer, mas o mais importante é que o grupo tem potencial e o torcedor pode esperar uma melhora durante o campeonato”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade