Futebol/Campeonato Alemão - ( - Atualizado )

Schalke 04 vence e mantém vivo sonho de se aproximar dos líderes

Hamburgo (Alemanha)

O Hamburgo recebeu o Schalke 04, neste domingo, no HSH Arena, pela 18ª rodada do Campeonato Alemão e decepcionou sua torcida, perdendo por 3 a 0. Meyer, Farfan e Huntelaar foram os carrascos. Com o resultado, o time da casa permanece na zona de descenso, em 16º, ao lado de Nuremberg e Eintracht. Já os visitantes, em quinto lugar, ainda brigam para se aproximar dos primeiros colocados.

A partida foi marcada por uma grande atuação do ganês Boateng, do peruano Farfán e do holandês Huntelaar, fundamentais na vitória do Schalke.

O jogo – A primeira boa chance da partida foi para a equipe visitante. Kevin-Prince Boateng recebeu um passe preciso, aos oito minutos, na entrada da área e logo soltou um foguete em direção ao gol. Bem posicionado, Drobny não deixou a bola passar e evitou o pior.

Aos 33, o mesmo Boateng tabelou com Jefferson Farfan e conseguiram enganar a zaga do Hamburgo, econtrando Fuchs livre para chutar, mas o jogador estava em posição irregular e não pôde concluir. Um minuto depois, Huntelaar recebeu lançamento de Farfan e mandou a bola para o fundo das redes com uma bela cabeçada no canto direito.

A única boa chance do Hamburgo veio apenas aos 40 minutos de jogo. Em cobrança de falta, Van der Vaart mandou uma bomba no ângulo esquerdo de Fahrmann, que espalmou a bola para escanteio. A primeira etapa terminou 1 a 0 para o Schalke.

O segundo tempo começou com um massacre da equipe visitante. Aos oito minutos, Farfan encontrou espaço dentro da área para alcançar um belo cruzamento e colocar a bola para dentro do gol. Era o segundo gol do Schalke. Apenas três minutos mais tarde, Max Meyer não desperdiçou a chance que teve e chutou no canto direito do goleiro do Hamburgo, que nada pôde fazer para evitar o terceiro tento.

O time da casa respondeu aos 35. Van der Vaart cabeceou de maneira precisa, mas a bola foi no meio do gol e ficou fácil para o arqueiro, que espalmou para longe. Sem forças para reagir, o Hamburgo não conseguiu alterar o placar e terminou derrotado por três gols de diferença.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade