Futebol/Campeonato Mineiro - ( )

Sem temer altitude, preparador físico destaca elenco do Cruzeiro

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro começou a trabalhar em 2014 no dia 6 de janeiro, e no dia 26 deste mês, a Raposa estreia no Campeonato Mineiro, enfrentando a URT, no Mineirão. O período de 20 dias pré-temporada não é considerado ideal, mas o preparador físico Juvenilson de Souza garante que os jogadores celestes estarão em boas condições para começar a disputa do Estadual.

“O torcedor pode ficar muito confiante em relação ao condicionamento físico dos atletas. Todos se apresentaram em um nível satisfatório. Isso é fruto de uma sistemática de um trabalho de toda a equipe, que tem sido bem executado”, afirmou Juvenilson, que tenta aproveitar o que cada atleta pode oferecer de melhor.

“Estamos potencializando o que cada atleta tem de melhor. Nós não treinamos o que ele tem de pior. Você potencializa, porque geneticamente não se pode mudar algumas características. O atleta que é velocista, você busca potencializar sua velocidade. O que não é velocista, não vai virar velocista com treinos. O que é resistente, temos que potencializar sua resistência”, disse.

Questionado sobre a estreia da Raposa na Libertadores, que será contra o Real Garcilaso em Huancayo, no Peru, a 3.250 metros acima do nível do mar, Juvenilson de Souza acabou admitindo que ainda não competiu na altitude, mas não vê a altura como um problema para o Cruzeiro. O preparador físico cruzeirense, porém, deixa claro que alguns cuidados serão tomados.

“Eu nunca fui à altitude para competir, apenas a passeio. Conversei com alguns preparadores e fisiologistas que foram para altitude para poder entender. Conversei com o Eduardo, nosso fisiologista, para mapear todo o treinamento. Não vamos tratar a altitude como problema. Vamos jogar como se fosse em um outro local a nível do mar, tomando alguns cuidados que são importantes”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade