Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Tiago Alves sofre lesão, e Prass reclama de falta no gol adversário

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

Apesar da vitória por 2 a 1 do Palmeiras, o gol do Linense foi bastante contestado pelos alviverdes, que alegaram falta do adversário Alex Moraes no lance. O goleiro Fernando Prass reclamou de um empurrão quando tentava afastar a cobrança de escanteio, sem ter conseguido impedir o gol do atacante Anselmo. Para piorar, o zagueiro Tiago Alves sofreu uma luxação no ombro direito na jogada.

“O juiz estava ali só para cuidar disso, mas disse que não foi falta. Eu estava olhando só a bola e, quando fui tocá-la, senti o tranco nas minhas costas”, reclamou o goleiro, ainda no intervalo da partida no Pacaembu. Já na saída dos vestiários, o atleta tentou explicar melhor o lance. “O jogador deles bateu aberto, e eu gritei para o Tiago, que disse ter sido empurrado. Não vi na TV ainda e não sei quem se chocou comigo”.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O gol do Linense foi contestado pelos jogadores do Palmeiras, e Tiago Alves sofreu lesão na jogada
No lance em questão, João Paulo bateu escanteio, e Prass não alcançou ao se chocar pelo alto com Tiago Alves e Alex Moraes. Assim, a sobra ficou para Anselmo chutar para o gol aberto. O prejuízo foi ainda maior ao Verdão porque seu zagueiro precisou ser substituído por conta do choque na jogada.

“Foi um lance muito rápido. Eu estava posicionado e só senti o cara me empurrando em cima do Prass. Foi falta, mas o juiz não deu e tomamos o gol. Graças a Deus, conseguimos virar e estreamos com vitória”, afirmou o zagueiro.

Tiago Alves deixou o Pacaembu com o ombro direito e o braço imobilizados. “Meu braço ficou preso entre o Prass e o adversário, sofrendo uma alavanca. Vou fazer uma ressonância na segunda para saber melhor, mas creio que não seja grave, porque estou sem dor”.

No entanto, o zagueiro dificilmente terá condições de atuar na quinta-feira, contra o Comercial. O médico do clube, Otávio Vilhena, precisou recolocar o ombro do atleta no lugar quando chegou ao vestiário, mas preferiu não dar uma estimativa de prazo para o retorno aos gramados.

Sem Tiago Alves, o técnico Gilson Kleina foi obrigado a improvisar Marcelo Oliveira na zaga, já que Lúcio e Victorino, contratados para a temporada, seguem em trabalho de condicionamento físico.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade