Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Único lateral esquerdo da Ponte, Magal admite problema: "É complicado"

Campinas (SP)

Às vésperas da partida contra o Grêmio Osasco Audax, o técnico Sidne Moraes encontrava dificuldades para escalar a Ponte Preta. O treinador teve que utilizar o lateral esquerdo Magal antes mesmo de o atleta ser apresentado oficialmente pela Macaca. O atleta não reclama de ter sido convocado às pressas, mas admite que o desequilíbrio do elenco, que tem muitos jogadores em alguns setores, mas pouquíssimos em outros, é um problema.

“É complicado não ter mais um atleta específico da minha posição”, reconhece, mas garante dar o máximo de si para suprir a ausência de um concorrente. “Tendo ou não sombra, vim para a Ponte para fazer o melhor para mim e para todos. Tenho que correr e mostrar meu futebol”, planeja o único lateral esquerdo do elenco pontepretano.

Quanto à situação inusitada de entrar em campo antes mesmo de ser apresentado pelo clube, Magal conta a experiência entre sorrisos. “Fiquei sabendo na concentração. Foi de última hora, nem deu tempo de eu ser apresentado. O Sidney me chamou, perguntou como estavam minhas condições e falei que se precisasse de mim estaria disposto a jogar 90 minutos”, explica o jogador.

O lateral deve ter nova chance de atuar com a camisa alvinegra a partir das 21 horas desta quinta-feira, quando a Macaca encara o XV de Piracicaba no estádio Barão de Serra Negra.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade