Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Vaiado após pênalti, Fellipe Bastos é sangue frio: "Não vou correr"

Rio de Janeiro (SP)

A noite deste sábado não foi uma das melhores para o volante Fellipe Bastos. Voltando de empréstimo da Ponte Preta, o jogador errou pênalti e viu o Vasco só empatar em 1 a 1 com o Boavista, em pleno São Januário, pela estreia do time no Campeonato Carioca.

Vaiado pela maioria dos quase 6 mil torcedores presentes, ele não se abateu. “Eles pagam o ingresso e têm direito; Sei que bato (pênaltis) bem. Se tiver outra oportunidade, vou bater. Não vou correr”, disse Bastos, que foi defendido pelo técnico Adilson Batista após o jogo.

“Não pedi pra ele bater. Já estava determinado, só pra lembrar. Mas não é a primeira vez que ele é vaiado. Apesar de jovem, ele é experiente, sabe suportar”, elogiou o treinador, que também pediu compreensão da torcida. “O clube e os jogadores estão precisando”, acrescentou.

Depois do tropeço em casa, os vascaínos focam o Macaé, próximo adversário no Estadual. O duelo está marcado para a quarta-feira que vem, às 19h30 (de Brasília), no Moacyrzão. O Macaé ainda joga nesta rodada, visitando a Cabofriense, no Correão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade