Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Verdão aproveita litígio com russos e contrata atacante Danilo Neco

William Correia São Paulo (SP)

Com seis reforços confirmados e perto de anunciar o meia Marquinhos Gabriel, o Palmeiras já se acertou com outro atacante. Danilo Neco, que está em litígio com o Alania Vladikavkaz, da Rússia, já agendou exames médicos e depende do aval da Fifa nas próximas semanas para poder estrear.

O jogador de 27 anos tem vínculo até junho, mas seus advogados informaram oficialmente o clube em 16 de outubro sobre o fim do contrato alegando pendências financeiras, entre elas quatro meses de salário atrasados. O Verdão já pode assinar contrato com ele e, na prática, precisa fazer isso para que a CBF ou Fifa o liberem para entrar em campo.

Danilo Neco completará 28 anos em junho e defendia a Ponte Preta até 2010, quando foi emprestado para o Jeju United, da Coreia do Sul. No ano seguinte, partiu em definitivo para o Alania. O jogador chega para competir em um setor que já teve Diogo e Rodolfo contratados para este ano e com Leandro, que acertou sua renovação.

A liberação de Danilo, contudo, pode demorar algumas semanas. Assim que assinar com o Palmeiras, o clube notificará a CBF, que pedirá à Federação Russa a emissão do certificado de liberação do jogador. Caso a Federação Russa não envie a documentação, possivelmente por instrução do Alania, os advogados do atacante recorrerão à Fifa para obter um registro provisório e permitir que ele entre em campo.

“É normal o clube, no caso o Alania, querer complicar a vida do atleta. Mas podemos entrar com esse processo na Fifa assim que ele assinar um contrato com um novo clube e imaginamos que, entre 15 e 30 dias, já tenhamos a liberação. Nesses casos, a Fifa costuma respeitar a decisão do atleta de seguir para outro clube e o caso do Alania, é cristalino, foram quatro meses de salários atrasados de forma generalizada, sem cumprir várias obrigações. É improvável que a Fifa negue”, disse Eduardo Carlezzo, advogado de Danilo Neco.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Danilo Neco, de 27 anos, deve esperar liberação para estrear por algumas semanas após assinar contrato
Rebaixado no Campeonato Russo no ano passado, o Alania convive com riscos de falência e outros jogadores brasileiros vivem situação similar à de Danilo Neco, como Welinton, Diego Maurício (ex-Flamengo) e Rudnei (ex-Cruzeiro). Carlezzo conta que ficou mais de um mês negociando um acerto amigável, mas não obteve “garantias satisfatórias” para pagamento da dívida e, por isso, notificou o Alania do rompimento do contrato em outubro, conseguindo também com que a Fifa fizesse o mesmo um mês depois.

A Fifa aguarda a argumentação do Alania e a expectativa do advogado é de que a cobrança de cerca de US$ 1 milhão (quase R$ 2,5 milhões) por parte de Danilo Neco seja julgada até agosto. O Palmeiras, porém, já pode apresentar e permitir que o atacante treine à espera da liminar que o permita jogar normalmente, segundo Carlezzo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade