Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Wallyson chega ao Botafogo pensando na artilharia da Libertadores

Rio de Janeiro (RJ)

Mesmo treinando no Botafogo desde sexta-feira, o atacante Wallyson só fora apresentado oficialmente pelo alvinegro na tarde desta segunda-feira. Em sua primeira entrevista coletiva, o dianteiro recordou o ano de 2011, quando foi artilheiro da Taça Libertadores da América, defendendo o Cruzeiro, anotando sete gols. Com 25 anos, o jogador ressaltou ter experiência na competição internacional e expôs o pensamento de repetir o cargo de goleador máximo do torneio.

“É um dia especial para mim, por vestir camisa de um clube com história linda. Vou trabalhar forte para ficar à disposição do treinador. Gosto de jogar pelos lados do campo, confio muito no meu ponto forte de ir para cima dos adversários, ajudar na marcação. Vão ver um Wallyson que corre o tempo todo atrás do resultado e não desiste nunca. Respeito meus companheiros, mas vou buscar meu espaço. Já fui artilheiro uma vez da Libertadores, por que não ser de novo?”, analisou o atacante.

Adiante, o atacante apontou as principais dificuldades do torneio sul-americano: “Libertadores é competição diferente, pois o juiz não dá qualquer falta. Tem que estar muito ligado. Gostei de jogar a Libertadores, por isso vim para cá, para ajudar o Botafogo. Quero chegar na final. Quarta-feira é a primeira decisão. Estava treinando com o ABC do Rio Grande do Norte e já cheguei aqui trabalhando. Estou bem fisicamente e pronto para ajudar”, discorreu.

Por fim, Wallyson, enfaticamente, pontuou os fatores que o levaram ao insucesso no São Paulo, onde passou rapidamente: “ No Cruzeiro eu jogava mais solto, pelas laterais. Já no São Paulo e no Bahia jogava mais pelo lado, marcando o lateral. Ficou ruim para mim. Agora voltando ao normal, fiz um bom campeonato pelo Bahia e tenho tudo para seguir assim”, completou.

O primeiro desafio do Botafogo na Libertadores será nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), quando mede forças com o Deportivo Quito-EQU, no estádio Olímpico Atahualpa. Para tal duelo, Eduardo Hungaro poderá contar com Wallyson, que já está regularizado.

Satiro Sodré/Divulgação
Wallyson mirou a artilharia da Libertadores: "Já fui artilheiro uma vez, por que não ser de novo?"

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade