Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Abel vê grandeza na postura do Inter apesar da primeira derrota no ano

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Pode ser paradoxal, mas o técnico Abel Braga admitiu ter ficado mais contente com o desempenho do Internacional na derrota por 1 a 0 para o Veranópolis, neste domingo, que na vitória por 2 a 1 sobre o Juventude, na última terça-feira. Para o treinador, a perda da invencibilidade no Campeonato Gaúcho se explica mais pela falta de sorte que por um suposto mau rendimento da equipe neste final de semana.

“Faltou sorte. O Caio botou uma bola no travessão, e eles fizeram de bola parada e em outro acertaram a trave. Terminamos o jogo com quase cinco atacantes, mas não era o nosso dia”, lamentou. “Eu saí mais satisfeito hoje que na vitória de terça. Nós jogamos mal até o gol, mas equilibramos, terminamos bem o primeiro tempo e dominamos totalmente o segundo. Tivemos inúmeras chances de empatar, vimos alma nos jogadores. Tivemos grandeza na derrota”, completou.

Abel aprovou também a atuação individual de alguns jogadores. “O Alan Ruschel foi muito bem, mas começou nervoso. Estava há muitos meses sem jogar. O Dida também foi bem, mas não foi exigido”, disse, a respeito dos estreantes da tarde. “O Alan Patrick foi bem de novo. Vamos ver, ele jogou terça e hoje”, projetou Abelão, a respeito da participação do meia no jogo desta quarta, contra o Brasil de Pelotas.

A derrota em Veranópolis mantém o Inter na liderança do Grupo A do Gauchão, com 25 pontos. O VEC, com o resultado, empatou em pontos com o Brasil na vice-liderança da chave, com 19. O jogo desta quarta ocorrerá no Beira-Rio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade