Futebol/Campeonato Carioca - ( )

Adilson afirma não se arrepender de escalação e ‘absolve’ goleiro

Volta Redonda (RJ)

Após o empate em 1 a 1 com o Nova Iguaçu, o técnico do Vasco, Adilson Batista, afirmou que não se arrepende de ter escalado os reservas e isentou o goleiro Martín Silva de culpa pelo gol sofrido no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Mesmo somando apenas um ponto, o Cruz-Maltino continuou bem posicionado na tabela, figurando em terceiro lugar.

“Essa escalação é necessária. Prefiro um resultado assim a lesionar um atleta. A troca foi por acúmulo de fadiga”, disse, justificando a ausência dos principais jogadores vascaínos.

No entanto, o comandante alvinegro não gostou de algumas atitudes em campo. “Lamento muito porque o time errou muitos passes. Muitos mesmo”, enfatizou.

Questionado sobre a culpa do goleiro Martín Silva no lance do gol, Adilson ‘absolveu’ o arqueiro, que esteve mal nas saídas de bola. Em uma delas, inclusive, teve a sorte de ter o lance anulado por impedimento. Na jogada fatal, o uruguaio “caçou borboletas”.

“Foi uma bola rápida. De fora é fácil analisar, mas lá dentro não dá para saber o que aconteceu, se alguém bloqueou a saída. A gente pede para ficar mais adiantado, mas faltou marcação também, não é só ele o culpado”, analisou.

O Vasco volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, para enfrentar o Flamengo, pela oitava rodada do Carioca.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
Treinador afirma que escalou reservas para não lesionar nenhum atleta importante

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade