Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Agente nega procura do Palmeiras e desconfia de brincadeira de Jóbson

William Correia São Paulo (SP)

Por meio de seu Twitter oficial, Jóbson avisou que está em “negociações avançadas” com o Palmeiras, mas a informação surpreendeu até seu empresário. Antenor Joaquim disse que não foi sequer procurado pelo clube do coração de seu cliente e desconfia que a publicação na rede social é uma brincadeira do atacante.

“Pode ter sido uma brincadeira. Às vezes, outras pessoas entram no Twitter dele e brincam também, pode ser alguma coisa assim”, comentou o agente à Gazeta Esportiva, admitindo, contudo, que participar do centenário do seu time é um desejo de Jóbson.

“Sem dúvida, ele gostaria disso. Todos sabem que é um sonho dele. Mas, que eu saiba, não tem nada do Palmeiras. Pelo menos, não comigo”, prosseguiu Antenor Joaquim, acreditando também na possibilidade de que o jogador de 25 anos usou a rede social para manifestar essa intenção mais uma vez.

Após apontar "negociações avançadas" com o Palmeiras, o Twitter de Jóbson publicou a mensagem "Aviso: Meu empresário é o Diego Lemos, somente ele, poderá falar sobre negociações. Somente ele." Antenor, mais uma vez, rebateu. "Falei com o Jóbson e ele não sabe quem publicou isso. Outra pessoa está mexendo no Twitter dele. O Diego está lá com ele porque fala árabe e pode facilitar a sua rescisão com o Al-Ittihad", explicou.

Reprodução/Twitter
Atacante tenta rescindir com clube árabe e sonha jogar no Palmeiras, seu time do coração
Mais tarde, a rede social ainda reproduziu mensagem do atacante negando que está se "transferindo" para o Palmeiras, mas novamente contradizendo Antenor, ressaltando que as negociações estão mesmo avançadas não só com o Verdão, mas também com outros clubes.

Na posição de Jóbson, o Verdão conta com muitas opções. Contratou Diogo e Rodolfo, que ainda nem estreou, para esta temporada e tem ainda Alan Kardec, Leandro e Vinicius, além de Miguel, que só completa treinos, e de meias avançados que atuam como pontas, como Mazinho, Marquinhos Gabriel, Serginho e Patrick Vieira. E a diretoria do clube não se manifesta oficialmente sobre nenhuma negociação, nem mesmo para negá-las, comentando só contratações concretizadas.

Já punido por doping, Jóbson, que em 2010 confessou ter usado crack, viveu boas fases no Botafogo, em 2009, e no Bahia, em 2011, mas acumulou confusões no Atlético-MG e no Grêmio Barueri e saiu do São Caetano, seu último clube no Brasil, em 2013 marcado por uma sequência de faltas e idas a delegacias.

Agora, tenta rescindir contrato com o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, para voltar ao Brasil. “Ele ficou sete meses lá, focado, está bem fisicamente e, por decisão dele, quer voltar. Acha que é a hora e pretende aproveitar o resto dos campeonatos estaduais. Não temos propostas, mas temos sondagens de clubes da Série A, alguns paulistas, e ele deve chegar ao Brasil no final da próxima semana já com contrato rescindido e livre para fechar”, informou Antenor Joaquim.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade