Futebol/Copa do Rei - ( - Atualizado )

Antes do dérbi de Madri, Miranda recorda gol histórico: "Mudou tudo"

Madri (Espanha)

A combinação Real Madrid, Santiago Bernabéu e Copa do Rei traz boas recordações ao zagueiro Miranda, do Atlético de Madri. Antes de voltar a enfrentar o rival fora de casa, o brasileiro se relembrou da final de 2013, na qual marcou um gol de cabeça na prorrogação e viu seu time ser campeão.

“Já vi o gol várias vezes. Nunca me agradeceram tanto por um gol”, brincou Miranda em entrevista ao jornal espanhol Marca. “Mudou a história, né? Acho que, desde esse jogo, encaramos tudo de outro jeito. Fico muito feliz por saber que fui um dos protagonistas”, comemorou.

AFP
Na última temporada, o zagueiro Miranda marcou o gol do título do Atlético de Madri
E, para o clássico da capital espanhola, o técnico Diego Simeone terá dois reforços importantes: os meias Arda Turan, recuperado de lesão, e Diego, recontratado pelo clube. “Precisamos do Diego. Faz a diferença, os detalhes que decidem uma partida. Está do nosso lado de novo”, analisou.

Com 29 anos, o defensor também falou sobre a Seleção Brasileira, ciente de que dificilmente defenderá o País na Copa do Mundo deste ano. No entanto, ele se mostra com pelo menos uma pontinha de esperança. “Sei que é difícil, mas ainda sonho. Mas o mais importante é o Atlético de Madri”.

Perguntado, Miranda negou que o técnico Felipão tenha se esquecido dos jogadores do elenco colchonero – além dele, Filipe Luís parou de ser convocado, e Diego Costa, naturalizado espanhol, foi pivô de polêmica entre o treinador e a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

“Não acho que seja tudo isso. Todos querem estar lá, mas, quando não estão, é normal que fiquem descontentes. Mas, quando não vou, sou um torcedor a mais”, finalizou Miranda, que entrará em campo nesta quarta, às 17 horas (de Brasília).

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade