Futebol/Campeonato Catarinense - ( )

Após atraso, Joinville esbarra na trave e não sai do zero com a Chape

Joinville (SC)

A Chapecoense não pode reclamar da sorte na partida deste domingo, na Arena Joinville. Atuando diante de um time entrosado e com marcação adiantada, o Verdão do Oeste não viu a cor da bola, mas contou com a ajuda das três traves de uma meta para não sair derrotado. No duelo dos grandes que ainda não haviam vencido no Campeonato Catarinense, o JEC pressionou, lutou, mas não conseguiu fazer gols e apenas empatou com os comandados de Gilmar Dal Pozzo por 0 a 0.

O jogo começou com 22 minutos de atraso, por causa da ausência de uma ambulância na Arena Joinville. O árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra impediu o início do confronto até que o veículo finalmente estivesse estacionado em uma das linhas de fundo do gramado. Com a bola rolando, o Joinville foi muito superior. Não correu riscos, pressionou o adversário no campo de defesa e só empatou pela falta de sorte. O meia Marcelo Costa, em três oportunidades, acertou a trave de Nivaldo, que ainda brilhou com algumas defesas.

A igualdade foi ruim para ambos os times. Tanto o Tricolor quanto a Chape seguem sem vencer no Estadual, e, agora, somam apenas três pontos em três partidas, na parte de baixo da tabela. As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira. O Joinville enfrenta o Avaí, às 19h30 (de Brasília), na Ressacada, enquanto a Chapecoense duela diante do Figueirense, às 22 horas, na Arena Índio Condá, em Chapecó.

Divulgação
Únicos grandes a ainda não terem vencido no Campeonato Catarinense, Joinville e Chapecoense apenas empataram

O Jogo- Antes mesmo de iniciar, a partida na Arena Joinville teve fortes emoções. O árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra verificou que faltava ambulância no estádio e, assim, impediu o início do jogo. Depois de 22 minutos e a chegada do veículo ao local, finalmente o início da partida foi autorizado. E ele foi muito disputado, com as duas equipes batalhando por espaços no meio de campo, mas sem criar chances de gol.

A primeira surgiu somente aos 25 minutos, com o Joinville. Alex carregou pela meia esquerda, finalizou de longe, com precisão e força, mas o goleiro Nivaldo agarrou no centro da meta, em dois tempos. Seis minutos mais tarde, o JEC novamente chegou com perigo. Marcelo Costa lançou Francis, que, em velocidade, cruzou para Alex no meio da área. O atacante armou o arremate, mas foi travado no momento do chute.

O time mandante, então, animou-se e continuou pressionando. Aos 34, o zagueiro Bruno Costa mostrou a categoria de um atacante e, da entrada da área, finalizou colocado, muito próximo à meta de Nivaldo. Três minutos depois, Marcelo Costa acertou o travessão em cobrança de falta. O primeiro tempo acabava com grande domínio do Tricolor, que não deixara a Chapecoense criar nos 45 minutos iniciais.

A segunda etapa, então, começou da mesma forma que o fim da primeira: com bola na trave de Marcelo Costa. Desta vez com ela rolando, o meia do Joinville arrematou com precisão, mas a redonda, caprichosamente, beijou o pé do poste esquerdo de Nivaldo. A Chapecoense seguia com muitas dificuldades e sequer encaixava uma saída de bola limpa. A marcação pressão do JEC era alucinante.

Aos 15 minutos, Wellington Saci bateu forte, rasteiro, mas a bola tocou na zaga da Chape e ficou fácil para a intervenção de Nivaldo. Logo na sequência, o inacreditável aconteceu: Marcelo Costa, pela terceira vez na partida, acertou a trave. Desta vez, em forte cabeçada após cruzamento na medida de Hygor. A partir daí, o ritmo dos mandantes diminuiu, e o 0 a 0 se consolidou na Arena Joinville. Tricolor e Chapecoense seguem sem vencer no Campeonato Catarinense.

Confira os resultados deste domingo, pela 3ª rodada do Campeonato Catarinense:

Juventus-SC 5 x 1 Atlético-IB
Joinville 0 x 0 Chapecoense

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade