Futebol/Bastidores - ( )

Após negociação, Hernane garante permanência no Flamengo

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A torcida do Flamengo pediu e o atacante Hernane atendeu prontamente. O jogador recusou a proposta do Shangai Shenhua, da China, e optou por permanecer na Gávea pelo menos até a janela de transferências do meio do ano. A saída do atleta era dada como certa na noite de quarta-feira, tanto que a imprensa vinha tratando o confronto com o Emelec, do Equador, como a despedida do Brocador com a camisa do Rubro-Negro.

Hernane teve boa atuação e marcou um dos gols do Flamengo diante dos equatorianos, na vitória por 3 a 1, e se emocionou com o pedido dos torcedores.

“Foi emocionante ver a torcida gritando para eu ficar. Fico feliz por ter marcado mais um gol no Maracanã”, disse Hernane.

Quando deu essa declaração, na saída para o intervalo, o jogador ainda não sabia o desfecho da negociação e deixou tudo a critério de seu empresário, Paulo Pitombeira, da Talents Sports, que tinha carta branca para decidir, apesar do Brocador informar que a sua preferência era permanecer na Gávea. Minutos depois do apito final do árbitro, Paulo se reuniu com dirigentes do Flamengo e foi convencido a declinar da negociação. Até porque os chineses ainda não tinham acenado com as garantias bancárias.

Logo após a reunião, o empresário de Hernane telefonou para representantes do Shangai Shenhua e informou da decisão. Os chineses agiram rapidamente e anunciaram a contratação do atacante colombiano Luiz Carlos Ruiz, de 27 anos, do Junior Barranquilla, que custará US$ 4 milhões (cerca de R$ 9,5 milhões) ao clube asiático.

A permanência de Hernane deixou o técnico Jayme de Almeida e os jogadores do Flamengo aliviados. Nesta sexta-feira à tarde, o elenco se reapresenta e encerra a preparação para o duelo de sábado contra o Nova Iguaçu, às 18h30(de Brasília), no Maracanã, pela 11ª rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro lidera a competição e, ganhando, praticamente garante vaga nas semifinais. Jayme de Almeida ainda não informou, porém, se vai utilizar os titulares ou os reservas neste compromisso. A tendência é que os suplentes entrem em ação.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade