Futebol/Campeonato Catarinense - ( - Atualizado )

Betinho faz dois, mas perde pênalti, e Avaí sofre virada do Marcílio Dias

Itajaí (SC)

O Avaí esteve muito perto de bater o Marcílio Dias fora de casa e faturar a sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Catarinense. O time azurra abriu uma vantagem de dois gols logo no primeiro tempo e ainda se deu ao luxo de desperdiçar uma penalidade máxima no segundo. Depois disto, foi castigado e sofreu uma incrível virada, perdendo a partida por 3 a 2, em Itajaí. O grande nome do confronto foi o atacante Betinho, ex-Palmeiras, que, além de ter anotado os dois tentos avaianos no jogo, foi o responsável por perder o pênalti que sacramentaria a vitória fora de casa.

O primeiro gol de Betinho foi feito aos 22 minutos da etapa inicial. Eduardo Neto avançou pela esquerda e cruzou na medida para o camisa 7, que finalizou bonito, de perna esquerda, sem deixar a bola cair. O goleiro Rodolpho caiu no canto direito, mas a redonda morreu no cantinho canhoto, fazendo a alegria da torcida visitante. Na comemoração, o atacante, que já havia balançado as redes na goleada diante do Juventus-SC, semana passada, vibrou muito e até beijou o rosto de Eduardo Neto.

O segundo gtento saiu pouco tempo depois. Aos 38, Betinho mostrou coragem, colocou a cabeça na bola e ganhou na dividida de Toninho. O atacante, então, arrancou, invadiu a área pela ponta esquerda e, com enorme categoria, bateu colocado, no ângulo canhoto de Rodolpho. A comemoração, desta vez, foi mais contida, e o jogador cruzou os braços à frente da torcida do Avaí. O jogo parecia estar sacramentado antes mesmo do intervalo.

Na volta para o segundo tempo, porém, a situação mudou. Antes disto, Betinho voltou a ser protagonista. Desta vez, negativamente. Aos 19 minutos, ele pediu para bater um pênalti – e fazer o seu terceiro gol no jogo -, mas cobrou mal, e o goleiro Rodolpho defendeu no canto esquerdo. O lance acordou o Marcílio Dias, que, em dois minutos, empatou o jogo. Aos 22, Fabiano Silva aproveitou rebote de cobrança de escanteio e diminuiu. Logo na sequência, Schwenck converteu uma penalidade máxima e deixou tudo igual.

Minutos mais tarde, ele se sagraria o herói da incrível virada dos mandantes. Aos 41, depois da torcida entoar o famoso grito do ‘Eu Acredito’, o atacante aproveitou cruzamento perfeito de Léo Franco pela direita e cabeceou bonito para fazer explodir o estádio Dr. Hercilio Luz. Daí para frente, a festa se estabeleceu, e o ‘Olé’ serviu como pano de fundo para uma heroica vitória sobre o Avaí.

O resultado fez com que a equipe da Ressacada caísse para a quarta colocação do Campeonato Catarinense com três pontos em três jogos. O Marcílio Dias, por sua vez, subiu para os quatro tentos e o terceiro posto do Estadual. Na próxima rodada, quarta-feira, o Avaí recebe o Joinville em clássico na Ressacada, às 19h30 (de Brasília), enquanto o Marcílio Dias visita o Atlético Ibirama, no mesmo dia, mas às 20h30, no estádio Hermann Aichinger.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade