Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Botafogo só empata com Voltaço no Maracanã e fica longe do G-4

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Mesmo jogando com o time titular, o Botafogo decepcionou sua torcida e ficou no empate por 1 a 1, com o Volta Redonda, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã, no fechamento da décima rodada do primeiro turno, do Campeonato Carioca. O resultado fez o Alvinegro de General Severiano chegar aos 12 pontos ganhos, na oitava posição, seis pontos atrás do Vasco que é o quarto colocado. O Volta Redonda ocupa a décima posição, com dez pontos ganhos.

O resultado foi justo. O Botafogo não se encontrou em momento nenhum da partida e nem parecia a equipe vibrante da Taça Libertadores. O Volta Redonda foi um time mais organizado, que soube se defender da pressão adversária e ainda criou algumas jogadas que levaram o pânico à defesa alvinegra.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará o Fluminense, no Maracanã. O Volta Redonda receberá o Bangu, no Raulino de Oliveira.

O jogo - O Volta Redonda começou a partida com uma postura ofensiva, tentando surpreender o Botafogo. Com os atacantes Tiago Amaral e Hugo bem adiantados, o time da Cidade do Aço tentava impedir que o adversário fizesse pressão, nos primeiros minutos.

O Botafogo encontrava dificuldades para se organizar dentro de campo por causa da marcação do Voltaço que não deixava os zagueiros alvinegros trocarem passes com liberdade. O meia Lodeiro se movimentava por todos os lados do campo, mas o Volta Redonda continuava bem postado e não permitia que os atacantes Wallyson e Ferreyra recebessem a bola, em condições de concluir.

Só aos nove minutos é que o Botafogo criou a primeira jogada de perigo. Jorge Wagner ultrapassou Rodrigo Paulista e cruzou. Ferreyra subiu pressionado, cabeceou, mas a bola saiu. No minuto seguinte, Lodeiro fez ótimo passe para Wallyson que tentou colocar Ferreyra em condições de concluir, mas o zagueiro Marcelo bloqueou a jogada.

Aos 18 minutos, o atacante Tiago Amaral arriscou, da intermediária, e Jéfferson defendeu, sem dificuldades. Mesmo depois da parada técnica, o Botafogo continuou jogando um futebol sem inspiração, irritando a pequena torcida que compareceu ao Maracanã.

Arte GE.Net
Aos 27 minutos, Lodeiro enfiou para Wallyson na direita, mas o cruzamento do atacante que buscava Ferreyra, acabou bloqueado por João Paulo. Em seguida, o Voltaço tentou surpreender o Botafogo em jogada rápida, mas Hugo arriscou e mandou para fora.

Aos 32 minutos, Ferreyra dividiu a bola pelo alto com a zaga do Voltaço e a bola sobrou para Edilson que chutou torto. A bola ainda bateu na cabeça de Jorge Wagner, antes de sair. O Botafogo não conseguia organizar uma jogada consciente de ataque e apelava para os cruzamentos em busca de Ferreyra, mas El Tanque conseguia perder todas as bolas e provocava os protestos da torcida. Aos 36, Dória mandou de longe, mas a bola saiu.

Na melhor jogada do Alvinegro na etapa inicial, Wallyson investiu pela esquerda e lançou Lodeiro, mas o chute do meia uruguaio foi bloqueado pelo zagueiro Gilberto. Aos 45 minutos, Gabriel desarmou um ataque do Voltaço e lançou Wallyson que penetrou pelo meio, mas demorou a chutar e foi travado. O final da primeira etapa foi saudado com vaias pela torcida.

O Botafogo voltou sem modificações para o segundo tempo e, logo aos 30 segundos, criou sua primeira chance de gol, quando Jorge Wagner recebeu na entrada da área e bateu, de direita, para fácil defesa de Gatti.

Aos seis minutos, o Botafogo desperdiçou a primeira grande chance para marcar. Após cobrança de escaneio, Dória escorou,de cabeça, e Wallyson, livre, chutou, de forma bisonha, para fora. Dois minutos depois, uma tabela entre Wallyson e Lodeiro acabou em passe para Ferreyra, mas a zaga chegou antes e aliviou o perigo.

O Volta Redonda ameaçou em arrancada de Tiago Amaral que chegou a entrar na área, mas foi bloqueado por Bolívar que evitou a conclusão. Insatisfeito com a exibição da equipe alvinegra, o técnico Eduardo Hungaro colocou o volante argentino Bolatti e o atacante Henrique nos lugares de Marcelo Mattos e Wallyson. Aos 17 minutos, Lodeiro recebeu de Edilson, derivou para o meio e bateu,de esquerda, mas Gatti defendeu.

Aos 20 minutos, Henrique cruzou e a bola tocou na mão do lateral João Paulo. O árbitro marcou pênalti, muito contestado pelos jogadores do Voltaço. Jorge Wagner bateu no canto direito e colocou o Botafogo em vantagem.

O time de General Severiano quase marca o segundo gol aos 27 minutos. Depois de troca de passes entre Bolatti, Lodeiro e Júlio Cesar, o lateral-esquerdo chutou cruzado, a bola desviou na zaga e Gatti fez a defesa.

O Voltaço marcou o gol de empate, aos 29 minutos. O zagueiro Bolívia falhou ao tentar rebater a bola na entrada da sua área e Sassá acabou ficando livre para driblar Jefferson e colocar a bola nas redes.

Sem outra alternativa, o Botafogo partiu para buscar o gol do desempate, mas encontrou um adversário bem postado na defesa. Aos 36 minutos, Jorge Wagner experimentou e Gatti defendeu. Dois minutos depois, Daniel driblou três adversários, dentro da área, mas chutou fraco, facilitando a defesa de Gatti.

Nos minutos finais, o Botafogo pressionou, de forma desordenada, em busca do segundo gol,mas sem inspiração, não conseguiu criar situações concretas de gol. O árbitro deu sete minutos de acréscimo, mas o tempo não foi suficiente para a equipe de General Severiano conseguir marcar o gol da vitória.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade