Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( )

Brasileiro do Olympiakos, Salino não teme United: "Temos chances"

Tarcísio De Lucca, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Leandro Salino tem grandes chances de ser o único brasileiro no jogo entre Olympiakos e Manchester United, nesta terça-feira, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Ex-Flamengo, o lateral-direito do time grego admitiu a expectativa pela partida contra o atual campeão inglês.

Uma das surpresas desta Champions League, o Olympiakos, maior campeão do País, fez boa campanha na primeira fase e se classificou, mesmo com as companhias de PSG e Benfica na chave. Agora, os gregos desafiarão a má fase dos Red Devils para continuar fazendo história.

Além do confronto desta terça, Salino também abordou as diferenças entre Brasil e Grécia, sua possível volta ao futebol nacional e até a Copa do Mundo de 2014: para ele, a Grécia tem um bom elenco, mas nada que faça com que ele vire a casaca e deixe de torcer pelo time canarinho.

Divulgação
Caneleira com imagem de São Jorge é trunfo para Salino ajudar Olympiakos a matar 'dragão' United
Confira a entrevista exclusiva de Leandro Salino para a GE.net: 

GE.net: O que achou da campanha do Olympiakos na primeira fase da Liga dos Campeões da Europa?

Salino: “Não acho que foi surpresa. Caímos em um grupo muito difícil, com grandes times. PSG, Benfica... Fizemos uma grande campanha, porque só perdemos para o PSG e conseguimos fazer os pontos suficientes para a classificação. Foi mérito nosso, com certeza”

GE.net: O Manchester United é favorito para o jogo desta terça-feira? O que o Olympiakos terá que fazer?

S: “O favorito é o Manchester, com certeza. Pelo poder financeiro e pelo elenco, eles sempre vão ser favoritos, mas futebol se joga dentro de campo, e não com dinheiro. O Olympiakos tem chances. Vai ser um jogo muito difícil, tanto dentro quanto fora de casa. Temos que atacar e defender como um time”

GE.net: Com Rafael machucado, você é o único brasileiro relacionado para esta terça. Pra você, o que isto representa?

S: “Acho que representa muito. O Rafael é um grande jogador. Se jogar, vou procurar fazer bem minha parte, representar bem o Olympiakos”

GE.net: Eliminado da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa, o United, sexto colocado do Campeonato Inglês, não vive boa fase nesta temporada europeia. Acha que isso pode ajudar o Olympiakos?

S: “Acho que equilibra, mas Campeonato Inglês é uma coisa, Champions é outra. O modo de jogar é diferente. Acho que eles vão vir com força máxima, eles sabem que também vai ser complicado”

GE.net: Pra você, quem é a maior estrela do United? E qual o segredo para tentar pará-la?

S: “Acho que o Manchester não tem uma estrela só, mas sim um conjunto de jogadores de qualidade. Rooney, Van Persie... São jogadores diferenciados e que podem decidir um jogo. O Manchester tem um time forte em todos os setores, então temos que estar muito bem concentrados e aproveitar as chances”

GE.net: Qual seria o resultado perfeito para o Olympiakos ir relativamente tranquilo ao Old Trafford?

S: “O ideal seria ganhar, não importa de quanto. Também é importante não tomar gol em casa. Mas é um jogo muito difícil, vai ser resolvido nos detalhes. A gente poderia vencer por 1, 2 a 0. Já joguei lá contra eles”

GE.net: Com relação ao Olympiakos, como vê as expectativas da imprensa e torcida locais para estas oitavas de final?

S: “Eles estão bastante empolgados. Fazia sete anos que o time não se classificava para os mata-matas. A última vez tinha sido com o Rivaldo. A cidade tá apoiando muito, o time tem uma torcida muito grande. Sabemos que podemos contar com ela”

Divulgação
Salino não se arrepende de ter trocado Braga pelo Olympiakos: time lidera o Grego e está nas oitavas da Champions
GE.net: Gostaria de voltar ao Brasil antes de encerrar a carreira? Foi sondado por algum clube brasileiro?

S: “Tenho contrato até julho de 2016. Quando ainda estava no Braga, recebi alguns convites. Mas, por enquanto, estou bem na Europa. Quero voltar um dia e encerrar minha carreira aí, mas não agora”

GE.net: Pra você, quais são as principais semelhanças e diferenças entre Brasil e Grécia, tanto na cultura quanto no futebol?

S: “Acho que a diferença é mais na cultura, porque a vida deles é totalmente diferente da nossa, mas o futebol não é tanto assim. É claro que o futebol brasileiro é mais alegre dentro de campo, e isso ajuda, mas o Olympiakos também tem um bom futebol, um bom ambiente. Já estou adaptado”

GE.net: Tem um carinho especial por algum time do Brasil? E vai torcer pela Grécia na Copa do Mundo?

S: “Torço sim. Gosto do Flamengo, do Vasco, do Corinthians, do Atlético-MG... Gosto desses times que têm mais torcida. Com relação à seleção, ela fez uma boa campanha nas Eliminatórias, tem um bom elenco, até alguns jogadores do Olympiakos. Mas lógico que vou torcer pelo Brasil, né? Sou brasileiro (risos)”

 

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade