Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Bruno César pouco aparece em jogo-treino e só deve estrear no Derby

William Correia São Paulo (SP)

Reforço apresentado com mais badalação no centenário, Bruno César deve estrear no Palmeiras exatamente contra seu ex-time. O meia teve participação apagada em derrota por 1 a 0 dos reservas para o Jeonbuk Hyundai, da Coreia do Sul, e não será relacionado para enfrentar o Grêmio Osasco Audax neste domingo, sendo guardado para atuar contra o Corinthians, no dia 16.

Bem mais magro do que quando se apresentou ao clube, no dia 27, o camisa 30 participou do segundo tempo do jogo-treino desta sexta-feira, na Academia de Futebol, e começou procurando a bola, mostrando qualidade ao quase não errar passes. Mas a intensidade durou poucos minutos, com o jogador ainda mostrando falta de ritmo para acompanhar os colegas.

Gilson Kleina já não estava propenso a relacioná-lo para este fim de semana e, com o que viu na atividade, teve convicção. “Tecnicamente, ele já começou a demonstrar, e está entrando em forma, evoluindo rapidamente nos fundamentos, mas precisa se adaptar à filosofia de jogo”, comentou o técnico, antes do jogo-treino.

Divulgação
Meia sentiu falta de ritmo (Crédito da foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
“O Bruno tem que estrear com confiança e bem adaptado. Futebol ele tem, não vamos ensinar, e queremos que traga o seu lado técnica para nos ajudar. Espero que ele faça não só uma grande estreia, mas uma sequência, porque vamos precisar muito desse jogador”, afirmou Kleina, ainda sem garantir o meia no Derby do dia 16.

Na atividade, Bruno César sofreu como todo o setor ofensivo escalado para o segundo tempo. Na primeira metade do jogo-treino, os sul-coreanos, que conta com o atacante brasileiro Marcos Aurélio, ex-Santos, Coritiba e Sport, abriram o placar e cometeram faltas, com entradas ríspidas.

No segundo tempo, Bruno César, talvez vendo que os colegas sofreram, logo deu uma ombrada em um adversário. Já o recém-contratado Josimar, um dos poucos com boa dinâmica no jogo-treino, chegou a discutir e ser separado para não brigar com um rival. Em campo, contudo, os suplentes do único time com 100% de aproveitamento do Paulista pouco deram trabalho ao rival asiático.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade