Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Ceni considera vaias injustas e elogia postura tática do São Paulo

São Paulo (SP)

A torcida do São Paulo apoiou durante os 90 minutos no estádio do Morumbi, mas não perdoou assim que o árbitro Flávio Rodrigues Guerra apitou o término do empate por 0 a 0 contra a Portuguesa, na noite deste sábado. Em meio às vaias dos são-paulinos ao time, o capitão Rogério Ceni considerou a manifestação injusta, mas entendeu a postura das arquibancadas.

“Não (é justo), mas é normal quando não sai gol e o time não vence. Acho que taticamente foi o melhor jogo que nós fizemos. Houve uma melhora muito grande na mobilidade”, afirmou.

Apesar de um gol polêmico anulado da Lusa e de ter sofrido uma bola no travessão, Ceni se mostrou mais esperançoso com a evolução do São Paulo. No entanto, o goleiro admite que o futebol exibido neste sábado ainda não é suficiente para colocar seu time na briga pelo título do Paulistão.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Rogério Ceni levou sustos na partida, mas não considerou as vaias da torcida justas
“Claro que ainda é pouco. Por isso, temos de evoluir ao longo da temporada, estamos só no começo. Para ser campeão, tem de melhorar, porque não vai dar desse jeito”, completou o ídolo tricolor.

Depois do empate contra a Lusa, o São Paulo permanece na liderança do grupo A, com 13 pontos, mas pode perder a posição no domingo, quando o Penapolense, que tem 12, enfrentará o Santos. O resultado deste sábado acabou com os 100% de aproveitamento do Tricolor no Morumbi neste Estadual.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade