Futebol/Campeonato Espanhol - ( - Atualizado )

Com ótimo início, Atlético de Madrid bate Valladolid e espanta má fase

Madrid (Espanha)

O torcedor colchonero que demorou para se ajeitar nas cadeiras do estádio Vicente Calderón na tarde deste sábado acabou perdendo os dois primeiros gols do Atlético de Madrid sobre o Valladolid. Senhor do jogo, o time da casa controlou as ações e contou com tentos de Raúl García, Diego Costa e Godín para vencer por 3 a 0 e seguir na briga pelo título do Campeonato Espanhol.

Com o resultado positivo, o Atleti afasta a má fase após três derrotas seguidas e agora acumula 60 pontos no Nacional, deixando para trás Barcelona e Real Madrid, que ainda jogam na rodada. Já o Valladolid estaciona nos 21 pontos e segue em condição delicada no Espanhol, amargando a zona do rebaixamento.

Deixando a crise para trás, o time de Madrid agora volta as atenções para a Liga dos Campeões, torneio no qual encara o Milan, da Itália, pelas oitavas de final. O primeiro confronto das equipes será realizado às 16h45 desta quarta-feira, no San Siro. Com realidade bem diferente na temporada, o Valladolid terá a semana inteira para trabalhar visando o duelo contra o Levante, na próxima sexta-feira, válido pela 25ª rodada do Espanhol.

AFP
Vitória após três derrotas seguidas recoloca os colchoneros na briga pelo título espanhol

O jogo – O início arrasador deu tranquilidade aos colchoneros durante a partida. Logo aos três minutos, em jogada bem ensaiada, Gabi tocou para a entrada da área e Raúl García se desvencilhou da marcação para mandar de pé direito e inaugurar o placar. Sem deixar o adversário respirar, o Atleti continuou em cima e a comemoração do primeiro gol nas arquibancadas se misturou com a do segundo. No minuto seguinte, o mesmo Raúl García serviu Diego Costa em contra-ataque pela esquerda e o atacante tocou com categoria por cima do goleiro Diego Mariño para dobrar a vantagem.

Até o final do primeiro tempo, só deu Atlético de Madrid. Aos 26, Gabi arriscou de fora da área, mas a bola saiu à direita. Na sequência, o meio-campista serviu Mario Suárez no centro da área e o dono da camisa 4 cabeceou com perigo. Já aos 43, Raúl García voltou a aparecer ao bater de longe, levando perigo ao gol adversário.

Sete minutos após o intervalo, o zagueiro Godín teve grande chance para ampliar em cabeceio de dentro da pequena área, mas Mariño salvou. Marcar o terceiro gol, porém, era questão de tempo, como o próprio zagueiro colchonero comprovou aos 29. 

Após escanteio cobrado por Gabi, Godín subiu mais que a defesa do Valladolid e testou no chão, como manda o manual do cabeceio, para ir às redes. Principal expoente ofensivo do Atleti no segundo tempo, o zagueiro quase marcou mais um sete minutos depois, mas o chute de canhota saiu à esquerda e a partida terminou em 3 a 0.

AFP
Diego Costa voltou a marcar após dois jogos e, com 20 gols, segue na briga pela artilharia do Espanhol

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade