Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Corinthians de Mano sofre triplo de gols em relação ao time de Tite

Bruno Oliveira, especial para a GE.NET São Paulo (SP)

Apesar de o Corinthians registrar mau desempenho no segundo semestre de 2013 e encerrar a disputa do Campeonato Brasileiro na décima colocação, o time alvinegro mostrou grande solidez defensiva e teve a zaga menos vazada na competição nacional (22 gols em 38 jogos). Para esta temporada, porém, a diretoria presidida por Mário Gobbi optou por trocar o treinador Tite por Mano Menezes, e viu despencar o desempenho dos atletas que atuam em funções recuadas.

Ainda sob comando de Tite, a equipe paulista sofreu 22 gols ao longo do último Campeonato Brasileiro. Sem ter as redes balançadas em 21 das 38 partidas, a equipe paulista encerrou o torneio com média de 0,57 gols sofridos por confronto, assegurando tranquilamente a liderança neste quesito na edição de 2013. O pior revés aconteceu diante da Portuguesa, em 29 de setembro, quando foi goleado por 4 a 0.

Nesta temporada, o sistema defensivo sofreu baixa do lateral direito Alessandro, que se aposentou e assumiu cargo de coordenador de futebol do clube alvinegro. Além disso, Tite foi trocado por Mano Menezes. Com Edenílson (já vendido a Udinese), Diego Macedo e Fagner atuando na vaga do ex-capitão, o Corinthians tem encontrado grandes dificuldades para acertar posicionamento em campo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Após passagem de sucesso entre 2008 e 2010, Mano não tem conseguido repetir desempenho no Corinthians

Em seis partidas disputadas no Campeonato Paulista, o time alvinegro sofreu 11 gols. Em seu primeiro clássico do ano, a equipe comandada por Mano Menezes teve desempenho pífio frente ao Santos e acabou goleada por 5 a 1, na Vila Belmiro. O rendimento coloca o Corinthians, ao lado do Mogi Mirim, como detentor da segunda defesa mais vazada da competição estadual. Apenas o Atlético Sorocaba, com 14 gols sofridos, é superado.

Comparando a média de gols levados pela equipe alvinegra no Brasileiro de 2013 e no Paulista de 2014, as diferenças são expressivas. Mesmo enfrentando rivais de menor potencial, o time de Mano Menezes sofre, em média, três vezes mais gols (0,57 no torneio nacional e 1,83 no Estadual). Apenas na vitória por 1 a 0 sobre o Paulista de Jundiaí, na segunda rodada, o Corinthians não sofreu gols.

Derrotado em seus últimos quatro confrontos (São Bernardo, Santos, Ponte Preta e Bragantino), em série negativa que não acontecia desde 2007, o clube alvinegro ocupa a quarta colocação na tabela de classificação do Grupo B, com seis pontos. Botafogo de Ribeirão Preto, com 12 pontos, e Audax Osasco, com oito pontos, aparecem nas primeiras posições da chave.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade