Futebol/Campeonato Mineiro - ( - Atualizado )

Cruzeiro e Caldense ficam no 0 a 0 em jogo movimentado e equilibrado

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Cruzeiro e Caldense fizeram um grande jogo neste sábado, no estádio Ronaldão, em Poços de Caldas. O confronto da Raposa contra a Veterana terminou empatado em 0 a 0, mas a partida foi bastante movimentada com o time da casa encarando os celestes de igual para igual, assustando os torcedores cruzeirenses.

Aparentemente seria apenas mais um jogo do Estadual para o Cruzeiro, mas o time de Marcelo Oliveira encontrou muitas dificuldades diante de uma Caldense bem postada taticamente e jogando de forma rápida e objetiva. O time de Léo Condé anulou as principais peças da Raposa e ainda contou com alguns jogadores inspirados como Ewerton Maratona e Dinei. Faltou apenas o gol.

Na sequência do Campeonato Mineiro o Cruzeiro terá compromisso contra o Villa Nova, jogo marcado para a próxima quarta-feira, no Mineirão. Já a Caldense vai voltar a atuar diante da torcida, duelo contra o Nacional de Muriaé, no Ronaldão.

Divulgação/Cruzeiro
A partida entre Caldense e Cruzeiro foi movimentada, mas não teve gols no estádio Ronaldão
O jogo – O Cruzeiro iniciou a partida em Poços de Caldas a todo o vapor, e antes do primeiro minuto já desperdiçou uma chance clara de gol com Willian. A resposta da Caldense veio logo na sequência com Marcelinho, que desviou cruzamento da esquerda e obrigou Fábio a fazer grande defesa. Os dois lances deixaram as equipes animadas em um duelo de muita movimentação.

Apesar de trocar passes com mais eficiência e ter mais posse de bola, o Cruzeiro não encontrou facilidades no jogo já que o time da casa também buscou o ataque. Aos poucos, a Raposa foi forçando a Veterana a recuar as linhas de marcação, mesmo assim, a Caldense seguiu incomodando com contra-ataques rápidos.

Aos 19, o time de Poços de Caldas chegou com enorme perigo pela esquerda e Luiz Eduardo desviou cruzamento, de cabeça, obrigando Fábio a se esticar todo para evitar a abertura do marcador. A jogada animou o torcedor no Ronaldão, que passou a apoiar ainda mais a equipe, acreditando em bom resultado contra o campeão Brasileiro.

Jogando de forma objetiva a Caldense ganhou confiança no jogo, preocupando o técnico Marcelo Oliveira, que tentou orientar os comandados. O primeiro tempo terminou, inclusive, com a Veterana dominando as ações e passando à frente no controle da posse de bola, o que surpreendeu os cruzeirenses.

O panorama da etapa final prevaleceu praticamente inalterado, com muita movimentação e as duas equipes buscando o gol. O Cruzeiro procurou agredir um pouco mais, mas os donos da casa não se intimidaram e seguiram com boa postura tática, sem nervosismo e atuando de forma consciente.

Arte GE.Net
Principal jogador do Cruzeiro, o meia-atacante Everton Ribeiro foi muito bem marcado. Com poucos espaços, o jogador teve problemas para organizar a equipe da capital. Com o passar do tempo, a Caldense foi diminuindo o ritmo, mais em função da condição física que por medo da Raposa. De qualquer forma, os celestes aproveitaram a situação para pressionar em busca do gol.

Protagonista da Veterana na partida, o meia-atacante Ewerton Maratona deu muito trabalho para o goleiro Fábio. Aos 19, o jogador cobrou falta com violência e o arqueiro celeste voltou a trabalhar bem para fazer a defesa. Na tentativa de superar a boa zaga da equipe de Poços de Caldas, o Cruzeiro arriscou alguns arremates de fora da área com Lucas Silva, mas não surtiram o efeito necessário e o placar ficou mesmo na igualdade.

Outros jogos: Além de Cruzeiro e Caldense, outros dois jogos foram realizados neste sábado pela 2º rodada do Campeonato Mineiro. Em Tombos, Tombense e América-MG ficaram no empate sem gols e o Tupi venceu o Minas Boca por 3 a 1, em Juiz de Fora e chegou aos quatro pontos. O complemento da rodada acontece neste domingo, com Atlético-MG e Nacional, Villa Nova e Guarani e o duelo entre URT e Boa Esporte.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade