Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Defesa tem média duas vezes pior do que em melhor ano de Muricy

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Em sua primeira passagem pelo São Paulo, Muricy Ramalho ganhou destaque pelo modo como montou o seu esquema defensivo. A realidade neste início de temporada, no entanto, sequer faz o torcedor tricolor se lembrar da formação com três zagueiros, que conquistou o tricampeonato brasileiro em 2006, 2007 e 2008. Com 10 gols sofridos em sete jogos, o atual elenco apresenta uma média duas vezes pior do que o time de melhor campanha treinado pelo atual comandante.

Ao assumir o clube do Morumbi em 2006, Muricy Ramalho não demorou a implantar o tradicional 3-5-2, colhendo bons resultados já na primeira temporada. O treinador conquistou o Campeonato Brasileiro, e o destaque foi o sistema defensivo. Com Lugano, Fabão, André Dias, Edcarlos e Alex Bruno, o São Paulo sofreu 70 gols ao longo dos 73 jogos da temporada, atingindo uma média de 0,96.

No ano seguinte, porém, Muricy Ramalho atingiu o seu auge. Mesmo sem o uruguaio Lugano, que se tornou ídolo são-paulino e deixou o clube após a Libertadores de 2006, o treinador não teve dificuldades para montar seu ferrolho. Alex Silva, Miranda e Breno formaram a zaga titular, responsável por conquistar o Campeonato Brasileiro com facilidade.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Muricy Ramalho ainda deve ter dor de cabeça para acertar o sistema defensivo do São Paulo nesta temporada
Os números da zaga de 2007, aliás, explicam o motivo pelo qual este time ainda é usado como referência pelo torcedor são-paulino. Ao longo da temporada, a média foi de apenas 0,71 gol sofrido por jogo. Se for considerada apenas a campanha no Campeonato Brasileiro, o desempenho é ainda melhor: foram 19 gols tomados em 38 partidas, o que representa 0,5 por confronto.

Para chegar ao tricampeonato brasileiro, Muricy seguiu a receita e apostou, mais uma vez, em uma zaga consistente. O desempenho não foi tão expressivo quanto aquele atingido em 2007, mas conseguiu manter a principal característica do São Paulo. Nos 71 confrontos da temporada, o Tricolor do Morumbi sofreu 68 gols, ficando com uma média semelhante a de 2006: 0,96 por partida.

O atual time de Muricy Ramalho, porém, está bem longe de se aproximar do desempenho das equipes da primeira passagem do comandante pelo Morumbi. A criticada zaga tricolor já sofreu dez gols nos sete primeiros jogos do Campeonato Paulista, culminando em uma média de 1,43 por confronto. Desta forma, o treinador certamente terá muito trabalho para acertar seu sistema defensivo e fazer o torcedor são-paulino reviver tempos nem tão antigos assim.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade