Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Derrotado em clássico, Fluminense tenta reagir contra Cabofriense

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Depois de ser atropelado pelos reservas do Botafogo com uma maiúscula derrota por 3 a 0, o Fluminense junta os cacos e busca reação no Campeonato Carioca nesta quarta-feira, quando visita a Cabofriense às 22 horas (de Brasília), no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, em confronto válido pela 11ª rodada da competição estadual.

O adversário para a reação, porém, não podia ser pior. Isso porque a Cabofriense pode ser apontada como a grande surpresa deste Estadual. O time, que no domingo passado venceu o Vasco por 2 a 1, já tinha feito o mesmo placar no Botafogo e divide com o próprio Fluminense a segunda colocação, ambos com 22 pontos, três a menos que o líder Flamengo.

Ciente de que é preciso estar preparado para não voltar a perder no Campeonato Carioca, o Fluminense adota um discurso de que a qualidade da Cabofriense deve servir de combustível para se esquecer o que aconteceu contra o Botafogo.

“Temos que esquecer o que aconteceu no clássico contra o Botafogo, por mais doloroso que isso possa parecer. Falo porque já teremos uma verdadeira pedreira pela frente que é a Cabofriense, um time que ganhou de Vasco e do próprio Botafogo e que está firme na zona de classificação para as semifinais. Está longe de ser um time tranquilo de ser batido e precisamos estar totalmente focados nele”, afirmou o atacante Rafael Sobis.

O técnico do Fluminense, Renato Gaúcho, concorda que é preciso reagir o mais rapidamente possível no Campeonato Carioca, mas quer ver seus jogadores com cautela.

“Justamente porque precisamos reagir é que não podemos nos desesperar, até porque não há motivo para isso, uma vez que a nossa campanha tem sido boa neste Campeonato Carioca. Agora vamos enfrentar mais um adversário complicado, que vem tendo um bom desempenho e precisamos ser inteligentes para não sermos surpreendidos”, completou Renato Gaúcho, que vem procurando trabalhar o aspecto psicológico dos seus comandados.

Nelson Perez/Fluminense FC
Mesmo em boa fase, o centroavante Walter será reserva diante da Cabofriense

Para este compromisso o Fluminense tem dois desfalques. O lateral esquerdo Carlinhos, com uma pubalgia, foi vetado pelo departamento médico e fica de fora, assim como o volante colombiano Valencia, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Assim, o meia Chiquinho será improvisado na lateral esquerda, enquanto que Wágner deverá entrar no meio-de-campo, com Diguinho e Jean atuando mais recuados na marcação.

Pelo lado da Cabofriense, o técnico Alexandre Barros deseja que sua equipe apresente diante do Fluminense o mesmo desempenho exibido contra o Vasco.

“Acredito que a partida contra o Vasco deve servir de modelo para os nossos próximos jogos na temporada, pois fomos muito bem em todos os setores e fizemos por merecer o resultado. Agora, teremos mais um desafio complicado, diante de um time que vai fazer de tudo para conseguir a reação no Campeonato Carioca. Mas estou tranquilo, pois sei do potencial do meu grupo e da nossa capacidade de surpreender”, encerrou Alexandre Barroso.

Para escalar sua equipe Alexandre Barroso espera pela recuperação do goleiro Jefferson, que reclama de dores na coxa direita. Caso ele seja vetado, Cetin permanece no posto.

FICHA TÉCNICA
CABOFRIENSE X FLUMINENSE

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 26 de fevereiro de 2014 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Carlos Henrique de Lima Filho (RJ)

CABOFRIENSE: Cetin (Jefferson), Fillipe, Luizão, Victor Silva e Leandro; Jardel, Daniel Tijolo, Pará e Éberson ; Bruno Veiga e Fabrício Carvalho
Técnico: Alexandre Barroso

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivélton e Chiquinho; Diguinho, Jean, Wágner e Darío Conca; Rafael Sobis e Fred
Técnico: Renato Gaúcho

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade