Futebol - ( - Atualizado )

Diretoria recebe Andrés por conselhos e vê crise "mais fora do que dentro"

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Apesar do ar aparentemente pesado e da multiplicação no número de seguranças, os dirigentes asseguram que não é ruim o ambiente no centro de treinamento do Corinthians. Segundo eles, os jogadores estão superando o trauma vivido no sábado, quando mais de cem torcedores invadiram o CT para um protesto violento e chegaram a agredir o ídolo Paolo Guerrero.

“O clima está muito bom, embora a gente tenha passado por isso no sábado. Vamos superar tudo isso. A crise está mais lá fora do que aqui dentro. O presidente Andrés passou a manhã aqui, deu apoio, solidariedade, conversou com os funcionários”, contou o diretor de futebol Ronaldo Ximenes.

O “presidente Andrés” é Andrés Sanchez, mandatário alvinegro entre 2007 e 2011. Sua relação com o atual presidente, Mário Gobbi, já esteve melhor, mas eles se juntaram após a invasão do último final de semana. Andrés, que iria aos Emirados Árabes Unidos no domingo, passou a segunda no Parque São Jorge.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Ronaldo Ximenes, figura próxima de Mário Gobbi, conversou bastante com Andrés Sanchez
Na terça, o ex-presidente – atual responsável pela construção do estádio do clube em Itaquera – foi ao centro de treinamento. E conversou bastante com Ximenes, que assumiu a diretoria de futebol justamente por ser muito próximo de Gobbi. Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves, que deixaram a diretoria no mês passado, são mais chegados a Andrés.

“Ele é uma pessoa experiente, que conhece o futebol. Sempre ouço. A gente vai reagir”, comentou Ronaldo Ximenes. Andrés, que tem defendido a Gaviões da Fiel dizendo que a invasão de sábado não foi programada pelos líderes da organizada, está ajudando a decidir o rumo a tomar na relação com a torcida e com os atletas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade