Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Duelo entre Grêmio e Atlético Nacional reprisa final de 1995

Porto Alegre (RS)

A expectativa da partida desta terça-feira em Porto Alegre é nutrida por uma lembrança inegavelmente doce para a torcida do Grêmio. Foi precisamente contra o Atlético Nacional que, em 1995, o Tricolor conquistou seu segundo e até agora último título da Libertadores. A decisão de 19 anos atrás foi a única vez em que ambos os clubes se encontraram pela principal competição do continente – a outra foi pela Supercopa de 1997.

A primeira partida daquela decisão foi disputada no Olímpico. No dia 23 de agosto de 1995, o estádio recebeu mais de 60 mil torcedores e viu o Tricolor vencer os colombianos por 3 a 1, gols de Marulanda (contra), Jardel e Paulo Nunes. O folclórico goleiro Higuita defendia a meta do Nacional. Em Medellín, um empate em 1 a 1 garantiu o título ao Grêmio. Dinho marcou o gol, de pênalti, aos 41 minutos do segundo tempo.

Curiosamente, um dos personagens daquela decisão deve participar da partida desta terça-feira, na Arena: é o centroavante Juan Pablo Ángel, de 38 anos. Foi dele o único gol da partida de ida, disputada em Porto Alegre. Em Medellín, o gol do Nacional foi marcado por Aristizábal, atacante que jogaria no futebol brasileiro poucos anos depois.

O jogo desta terça abre a segunda rodada do Grupo 6 da Libertadores, o chamado “grupo da morte”, que tem ainda Nacional-URU e Newell’s Old Boys. Grêmio e Atlético Nacional bateram uruguaios e argentinos, respectivamente, na primeira rodada, e lideram a chave com 3 pontos. Cerca de 40 mil pessoas são esperadas na Arena.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade