Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Em busca de um time, Muricy muda pela quarta vez seguida

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo que vai a campo às 16 horas (de Brasília) deste domingo para enfrentar o Santos, no Morumbi, não será o mesmo que empatou com o São Bernardo. Ainda em busca da escalação inicial ideal, o criativo Muricy Ramalho fará mudanças na equipe pela quarta vez consecutiva.

O treinador tem escondido os trabalhos táticos no CT da Barra Funda, mas já se sabe que ao menos uma alteração ele fará em relação ao time que deixou escapar a vitória no meio de semana: titular no ABC paulista, o zagueiro Roger Carvalho nem sequer foi relacionado para o banco de reservas, embora esteja livre de suspensão.

A sequência de mexidas começou na partida contra a Ponte Preta. Depois de repetir a formação em praticamente três rodadas - o time que enfrentou o Rio Claro foi diferente do que que encarou Palmeiras e Paulista apenas pela ausência do goleiro Rogério Ceni, suspenso -, Muricy resolveu sacar o lateral direito Luis Ricardo e dar nova oportunidade a Douglas, além de promover as estreias do volante Souza e do atacante Pabon, ambos recém-contratados pelo clube.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Treinador ainda não achou escalação ideal, como mostra a campanha de sua equipe na competição
A substituição na lateral não surtiu o efeito desejado, tanto que ele a desfez no segundo tempo e, no compromisso seguinte, frente à Portuguesa, devolveu a posição a Luis Ricardo. Também optou por Roger Carvalho como parceiro de Antônio Carlos, na vaga do suspenso Rodrigo Caio, além de ter tirado Osvaldo - e não Pabon - com o retorno do poupado Luis Fabiano.

Por fim, para o duelo com o São Bernardo, quando Wellington não estava à disposição e todos esperavam pelo retorno de Rodrigo Caio no meio-campo - e não na zaga -, o treinador escalou Maicon. Mais: desistiu de vez de Luis Ricardo, improvisando o zagueiro Paulo Miranda na direita, e trocou Ademilson por Ewandro, atacante de 17 anos que sairia no intervalo para outra chance ao desprestigiado Osvaldo.

Às vésperas de ter o Santos como adversário, Muricy decidiu mudar de novo. O preterido da vez é Roger Carvalho, zagueiro que passou todo o segundo semestre do ano passado sem atuar. Como o treino tático de preparação não foi aberto à imprensa, o pouco que se sabe é que Rodrigo Caio e Edson Silva são opções do setor. A depender da criatividade do comandante, essa poderá não ser a única alteração.

O certo é que, quatro pontos abaixo do Penapolense na classificação do grupo A, o quarto São Paulo diferente nas últimas quatro rodadas jogará pessionado. E se não vence há três rodadas no Campeonato Paulista, o jejum em clássicos no geral é ainda maior. O último triunfo foi em 2012. De lá para cá, acumulou quatro empates e sete derrotas. Um histórico que Muricy precisa mudar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade