Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Em clássico disputado, Grêmio e Inter ficam no 1 a 1 na Arena

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Em um clássico muito equilibrado e disputado, Grêmio e Inter repetiram no segundo Gre-Nal da história da Arena o placar do primeiro clássico do novo estádio, disputado em agosto do ano passado: 1 a 1. Fabrício abriu o placar no fim do primeiro tempo a favor do Colorado, quando o Grêmio era melhor, mas Barcos marcou de pênalti para o Tricolor, quando era o Inter quem dominava o jogo.

Com Luan em campo, o Grêmio foi mais agressivo na metade inicial do primeiro tempo, mas perdeu chances demais. O Inter conseguiu reequilibrar o jogo a partir dos 25 minutos e aproveitou uma distração da defesa tricolor para abrir o placar no finzinho da etapa inicial. O Tricolor sentiu o golpe e não conseguiu impor a mesma pressão do primeiro tempo, mas chegou ao empate numa bobagem de Paulão, que pôs a mão na bola dentro da área.

O Inter perde os 100% de aproveitamento, mas mantém a invencibilidade e a liderança do Grupo A, com 19 pontos. Já o Grêmio segue líder da chave B, com 12. O Tricolor agora volta todo o seu foco para a estreia na Libertadores, que ocorre nesta quinta-feira, em Montevidéu, contra o Nacional-URU. O Colorado receberá o Caxias, sábado, possivelmente no Beira-Rio.

O jogo – A grande novidade do Grêmio foi a escalação de Luan como titular pela primeira vez. E no embalo do garoto o Tricolor dominou o começo do clássico. Aos 4 minutos, ele recebeu de Zé Roberto e chutou cruzado, com perigo. Aos 9, Fabrício deslocou Pará na área, mas a arbitragem não marcou pênalti. O Inter respondeu em chute de Aránguiz defendido por Marcelo Grohe, aos 10. A pressão, no entanto, seguia sendo gremista.

Divulgação/Grêmio
O clássico foi muito equilibrado no primeiro tempo, mas o Inter saiu na frente na Arena
Aos 12 minutos, Zé Roberto levantou para a área em falta lateral e Barcos por muito pouco não conseguiu o toque para o gol. Dois minutos depois, o Pirata fez grande jogada e entrou livre, mas parou em uma defesa espetacular de Muriel. Só depois da parada para reidratação dos jogadores, aos 22, é que o Inter se acalmou e passou a ter mais posse de bola no ataque.

Com a pressão controlada, o Colorado só foi acossado de verdade aos 36, em um chute espetacular da intermediária de Edinho no qual Muriel fez outra defesa salvador. Nos minutos finais, a equipe de Abel Braga começou a levar perigo em bolas paradas. Aos 40, Rafael Moura desviou escanteio de Alex no primeiro pau, mas Paulão não conseguiu completar. Aos 44, Willians lançou Fabrício nas costas de Pará. O lateral do Inter entrou livre e chutou cruzado, vencendo Marcelo Grohe para abrir o placar na Arena.

O Grêmio sentiu o golpe, e o Internacional quase ampliou na volta do segundo tempo, em cruzamento de Aránguiz que encontrou o cabeceio certeiro de Rafael Moura. Marcelo Grohe fez grande defesa. O Grêmio respondeu aos seis minutos, em chute de fora da área perigoso de Ramiro espalmado por Muriel. Aos 10, Fabrício tabelou com Rafael Moura e chutou para defesa tranquila de Grohe.

Divulgação/Grêmio
De pênalti, Barcos empatou para os gremistas na segunda etapa, decretando o resultado final

Sem ver o Grêmio se impor, Enderson Moreira colocou Jean Deretti e Maxi Rodríguez em campo, mas o panorama seguiu com o jogo controlado pelo Inter. Deretti só conseguiu levar perigo aos 25, fazendo bela jogada que acabou num corte de Rafael Moura. Aos 32, após jogada confusa na área do Inter, Paulão tocou com a mão na bola dentro da área: pênalti, convertido por Barcos: 1 a 1.

O Inter ainda tentou marcar o segundo gol aos 42, em chute de fora da área de D’Alessandro defendido por Marcelo Grohe.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade