Futebol/Campeonato Italiano - ( - Atualizado )

Em nota, Napoli nega racismo como causa do choro de Balotelli

Nápoles (Itália)

Após ser substituído na derrota do Milan para o Napoli por 3 a 1, em Nápoles, o atacante Mario Balotelli foi flagrado no banco de reservas chorando e – como muitas coisas que envolvem o jogador – o lance virou alvo de muita especulação por parte da imprensa e dos torcedores.

Enquanto a imprensa italiana apontou como causa das lágrimas o fato de ele não ter conseguido dedicar um gol à sua filha, torcedores em redes sociais declararam que o atleta foi alvo de racismo por parte da torcida napolitana. Em nota oficial, o Napoli negou qualquer ato deste tipo no Estádio San Paolo.

“Em relação a alguns comentários que apareceram no Facebook, de que Mario Balotelli chorou no estádio na noite passada por causa de gritos racistas contra ele, o Napoli afirma que, como todos presentes no estádio puderam ver, não houve racismo, assim como nunca houve racismo no Estádio San Paolo contra ninguém”.

AFP
Mario Balotelli foi flagrado chorando no banco de reservas do Milan após ser substituído na derrota par o Napoli

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade