Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Em rachão, Jadson vira alvo de bullying de quarto goleiro corintiano

Helder Júnior São Paulo (SP)

O meia Jadson foi “muito bem recepcionado pelos novos companheiros”, conforme declarou em sua primeira entrevista coletiva como jogador do Corinthians, na manhã deste sábado. Logo após se pronunciar, o jogador se dirigiu ao gramado do CT Joaquim Grava e ganhou mais algumas amostras da receptividade do elenco.

Em um descontraído rachão de véspera de clássico com o Palmeiras, Jadson virou o maior alvo das brincadeiras do falante Julio Cesar – o jogador com mais tempo de casa no elenco, porém com status de quarta opção para o gol atualmente (atrás de Cássio, Walter e Danilo Fernandes).

Vestido de calça, Julio Cesar jogou na linha, no mesmo time de Jadson. E fez questão de atormentar o meia, que pouco se movimentava na primeira parte da atividade. “O Jadson está de sacanagem! Não correu nem 10 metros no rachão!”, berrou o goleiro, exultante. O alvo do bullying permaneceu calado.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Jadson ainda sua para alcançar a melhor forma física
Criticado pelo técnico Muricy Ramalho por sua falta de forma quando estava no São Paulo, Jadson estreará pelo Corinthians no clássico deste domingo, no Pacaembu. O meia reconheceu que ainda está sem o ritmo ideal, porém prometeu se esforçar para compensar os problemas físicos “desde o começo do jogo”. Mano Menezes não confirmou se ele será titular.

Para o piadista Julio Cesar, Jadson precisa melhorar também tecnicamente. Na segunda parte do rachão, o goleiro não perdoou um passe errado do seu colega de equipe. “Ai, ai, ai! Quem trouxe o Jadson, hein? Pelo amor de Deus!”, chiou, às gargalhadas.

Julio Cesar ainda aproveitou para fazer uma “ameaça”. “Jadson, a gente tem o Troféu Pereba aqui, viu? Só para você saber!”, informou o quarto goleiro, referindo-se ao prêmio que é concedido de forma bem-humorada ao atleta com pior desempenho no rachão. O atacante Alexandre Pato, envolvido na troca que trouxe Jadson ao Corinthians, já ganhou a honraria algumas vezes.

Apesar de ter se mantido quieto – apenas pedindo a bola em algumas ocasiões –, Jadson pareceu aceitar bem as brincadeiras de Julio Cesar. Até porque ele não foi a única vítima. Seu concorrente Renato Augusto, por exemplo, também escutou algumas reprovações (bem menos exaltadas) de Danilo Fernandes, outro goleiro reserva que atuou na linha.

Fábio Santos volta a treinar
O Corinthians ganhou um reforço no seu último treinamento antes de enfrentar o Palmeiras. Não se trata do meia Jadson, vindo do São Paulo. O lateral esquerdo Fábio Santos, em fase final de recuperação de uma cirurgia na região do abdômen, trabalhou normalmente e chegou a ser bastante participativo na movimentação.

Após o rachão, Fábio Santos ainda teve fôlego para treinar cruzamentos no CT Joaquim Grava. O lateral esquerdo, substituído pelo recém-contratado Uendel, ainda não sabe quando poderá colocar a sua reabilitação à prova em uma partida oficial. Ele não atua desde a derrota nos pênaltis para o Grêmio, na Copa do Brasil de 2013.

Outro jogador que treinou aparentemente sem dores foi Cássio. O goleiro, que passou por uma operação para corrigir um trauma ósseo na mão esquerda, falhou feio em alguns gols do rachão, mas tem boas chances de ocupar a vaga de Walter diante do Palmeiras.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade