Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Em súmula, árbitro relata palavrões e xingamentos de Kleina e auxiliar

São Paulo (SP)

Único time com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista, o Palmeiras pode ficar sem seu técnico e auxiliar por algumas rodadas. A súmula da vitória por 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba, nessa quarta-feira, contém registros de xingamentos e palavrões de Gilson Kleina e Juninho para a arbitragem.

O árbitro Vinicius Furlán e o quarto árbitro, Daniel Carlos Luciano Fernandes, explicaram, primeiro, a exclusão de Juninho. “Aos 22 minutos de partida, expulsei (...) por gesticular acintosamente discordando das decisões da arbitragem. Após a expulsão o mesmo se dirigiu ao 4° árbitro e disse as seguintes palavras: ‘Ele é um pipoqueiro do c... e você é um babaca filho da p..!’”

Gilson Kleina, por sua vez, também teve ofensas relatadas ao ser obrigado a deixar o banco de reservas. “Aos 79 minutos de partida, expulsei o técnico (...) por reclamar e gesticular acintosamente contra as minhas decisões. Quando o mesmo se retirava do campo, disse as seguintes palavras ao 4° árbitro: ‘Vocês que fazem a m... e sou eu que me f...!’”

A irritação de Juninho foi por uma jogada de Marquinhos Gabriel interrompida pela mão de um adversário na grande área. O auxiliar esbravejou pedindo pênalti, indignado por ter visto o árbitro colocar o apito na boca, mas não assoprá-lo. Kleina também ficou bravo nesse lance e, no segundo tempo, não se conteve ao ver Lúcio tomar cartão após ser empurrado ao chão pelo atacante Raphael Macena.

Divulgação
Vinicius Furlan diz ter sido chamado de pipoqueiro (Crédito da foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Diante do nervosismo dos dois membros da comissão técnica, coube ao goleiro Bruno a função de ser técnico nos últimos dez minutos de jogo e efetuar a entrada de Diogo no lugar de Mazinho – o atacante iniciou a jogada que culminou no gol da vitória, marcado pelo volante França.

No treino desta quinta-feira, Bruno e os membros da comissão técnica faziam graça pelo que ocorreu, mas Kleina está ciente de que, mais uma vez, pode ser punido por se exceder com a arbitragem, assim como Juninho. Caso ambos sejam suspensos, porém, quem deve assumir a função de técnico deve ser Jair Leite, outro auxiliar do treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade