Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Federação Espanhola lamenta a morte de Aragonés: "Querido por todos"

Madri (Espanha)

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) lamentou a morte de Luis Aragonés, técnico da seleção campeã da Eurocopa de 2008. O ex-treinador faleceu na madrugada deste sábado, em Madri, vítima de uma complicação de leucemia, contra quem lutava fortemente há mais de dois meses.

“Queremos expressar dor e consternação pela morte de quem foi jogador e técnico em vários clubes espanhóis e do mundo, além de treinador da seleção no começo de sua etapa mais gloriosa de êxitos a nível mundial; Aragonés era querido por todos os membros da RFEF”, lia-se em nota oficial.

Depois da Euro-2008, Aragonés, justamente por conta de desavenças com a entidade, decidiu não renovar contrato e abriu caminho para Vicente del Bosque dar sequência ao seu trabalho. A Roja foi campeã mundial em 2010 e bi da Europa dois anos depois.

Vicente del Bosque, inclusive, foi outro que se mostrou de luto. “Aragonés foi uma peça-chave na história do esporte nacional. Sem dúvida, ele marcou o caminho nessa última etapa tão exitosa. Vamos lembrar desse dia com muita tristeza”, disse.

Clube do coração de Aragonés, o Atlético de Madrid fez um minuto de silêncio antes do treinamento da manhã deste sábado. No Vicente Calderón, a bandeira alvirrubra ficou a meio mastro. “Antes de tudo, era uma grande pessoa e um amigo”, relembrou o presidente Enrique Cerezo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade